CotidianoGeral

Justiça bloqueia contas da BBom por suspeita de pirâmide

IMAGEM_NOTICIA_5A BBom teve as contas bloqueadas, nesta quarta-feira (10), pela Justiça Federal por suspeita de ter constituído uma pirâmide financeira. A liminar é uma decisão temporária. A empresa, que tem cerca de 300 mil associados, é a segunda a ter as transações financeiras suspensas por esse motivo nas últimas três semanas. A decisão prejudicará os pagamentos aos associados, já que as contas da Embrasystem, que usa os nomes fantasias BBom e Unepxmil, e da BBrasil Organizações e Métodos LTDA, bem como os bens dos sócios proprietários de ambas. O diretor da BBom, Ednaldo Bispo, afirmou ainda não ter tido ainda acesso à decisão, mas nega irregularidades e diz que os pagamentos da empresa aos seus associados continuam normalmente. Em nota enviada à imprensa, o Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF-1) informou que a decisão da juíza substituta da 4ª Vara Federal de Goiânia, Luciana Laurenti Gheller, considerou que os pagamentos feitos a cada participante da rede “dependem exclusivamente do recrutamento feito por ele de novos associados”, o que configuraria a pirâmide financeira. A empresa cobra dos revendedores taxas de adesão que variam de R$ 600 a R$ 3 mil. Ao todo,  foram congelados R$ 300 milhões e a transferência de quase cem carros, dos quais duas Ferraris, um Rolls Royce e quatro Lamborghinis. (BN)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo