Geral

Impeachment é aprovado na Câmara e segue para o Senado

CONGRESSO NACIONAL - IMPEACHMENTO pedido de impeachment da presidente Dilma Rousseff foi aprovado, na noite deste domingo (17), no plenário da Câmara da Câmara dos Deputados e segue para a apreciação do Senado. A votação ainda não terminou, mas o número mínimo de 342 votos pelo “sim” já foi atingido. O deputado Bruno Araújo (PSDB-PP) foi quem deu o voto responsável pelo prosseguimento do processo. 
A sessão foi marcada por discursos exaltados e, na hora da votação, muitas menções às famílias, temas religiosos e a corrupção (o teor dos discursos gerou muitos memes na internet).
Leia mais
Bar oferece salário de R$ 11 mil para quem assistir a 20 horas de filmes pornô por semana
Policia Militar de Amargosa realiza operação na região de Corta – Mão
Os destaques ficaram por conta dos discursos de Jair Bolsonaro, Marco FelicianoJean Wyllys (que se envolveu em uma polêmica ao cuspir na direção de Bolsonaro) e Tiririca
Próximos passos
Agora, o Senado formará uma comissão de 21 membros, que dará sua opinião sobre a admissibilidade do processo. Este trâmite pode ser mais rápido do que na Câmara e deve seguir parâmetros parecidos. Caso aprovado por essa comissão, o pedido passa para a apreciação de todos os senadores. Se aprovado, Dilma será afastada de maneira provisória de suas funções por um máximo de 180 dias, para abrir caminho ao julgamento propriamente dito. Deverá ser substituída por seu vice-presidente, Michel Temer (PMDB-SP).
Leia mais
Vina Calmon posa decotada e seguidores elogiam
Feira de Santana : Jovem decapitado, foi morto em emboscada após paquerar namorada de suspeito
A sessão final do julgamento ocorrerá no plenário do Senado, sob a direção do presidente do Supremo Tribunal Federal (STF). São necessários dois terços dos votos do Senado (54 de um total de 81) para afastar a presidente de forma definitiva, independentemente do número de presentes. Do contrário, ela reassume imediatamente suas funções.
Noticias ao Minuto
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo