Política

Impeachment deve ser definido até abril, diz Carlos Sampaio

df128b9ea766f5d4692d419d573257fa
Foto: George Gianni/PSDB
O líder do PSDB na Câmara, deputado Carlos Sampaio (SP), disse nesta sexta-feira (4) que o processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff deverá ser concluído até abril do próximo ano. A estimativa leva em conta a manutenção do recesso parlamentar, que começa em 22 de dezembro e termina em 1º de fevereiro. “Se houver o recesso, retomamos os trabalhos dia 2 de fevereiro.
 
Daí seriam mais dez sessões ordinárias e outras cinco sessões para a defesa dela (Dilma). Em seguida, a Câmara delibera”, disse Sampaio, durante entrevista à Rádio Bandeirantes de Campinas.Ele usou como exemplo o impeachment do presidente Fernando Collor de Mello, em 1992. “O do Collor, que foi um processo rápido, durou 42 dias. O da Dilma deve durar uns 50 dias. Então é uma decisão para março ou abril”, afirmou.
 
O pedido de impeachment de Dilma, apresentado pela oposição, foi aceito nesta semana pelo presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ). Uma comissão especial foi criada para discutir o processo e agora aguarda as indicações dos deputados pelos partidos.Sampaio também falou sobre a troca de acusações entre Cunha e Dilma, a respeito das “barganhas” para segurar o impeachment.
 
“Eu não tenho a menor dúvida de que as negociações de barganha com o Cunha existiram. O PT fez isso no mensalão, comprando votos, e no petrolão, pegando dinheiro de propina e destinando como doação ao PT. Eles negociam o tempo todo.” Politica Livre
Veja também
Após abrir processo de impeachment, Cunha fez festa em casa para deputados
FHC diz que mercado prefere que haja impeachment de Dilma
Cientistas políticos apontam ilegitimidade em impeachment
Impeachment: Lula afirma que ‘loucura’ e ‘insanidade’ de Cunha não podem prevalecer

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo