Cotidiano

Grávida de 42 anos é 1º pessoa a morrer no Brasil após infecção com cepa delta

A secretaria de Saúde do Paraná confirmou nesta 6ª feira (25.jun.2021) o 1º caso morte no Brasil em decorrência da infecção com a cepa B.1.617 do coronavírus, que foi batizada pela OMS (Organização Mundial da Saúde) de delta, e é originária da Índia. A mulher infectada tinha 42 anos e morreu por conta da doença em abril.

Segundo a OMS, a variante Delta é transmitida com maior velocidade em comparação às outras cepas. O caso foi identificado na cidade de Apucarana, no Estado, por meio de sequenciamento de genoma feito pela FioCruz (Fundação Oswaldo Cruz). Eis o comunicado.

Segundo a pasta, a vítima residia no Japão e chegou ao Brasil em 5 de abril. Ela chegou a fazer um exame RT-PCR para diagnóstico da covid-19 antes de embarcar, o resultado foi negativo. Dois dias depois de chegar, ela começou a sentir sintomas respiratórios, fez um novo exame, que foi positivo.

Ela foi internada em 15 de abril e passou por uma cesariana de emergência por conta do agravamento dos sintomas. No mesmo dia, ela morreu.

O recém-nascido ficou internado até 18 de junho. O bebê, que nasceu prematuro de 28 semanas, não foi infectado.

O caso foi o 2º da nova variante da doença no Estado. A 1º pessoa era mãe de uma amiga próxima da gestante que faleceu. As duas haviam se encontrado em 7 de abril. Não foi possível confirmar se esta amiga, que também teve covid-19, estava com a cepa delta.

Poder 360

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo