Cotidiano

Família usa criança em ritual de magia negra e menino fica desfigurado

Criança era usada em ritual de magia negra para atrair prosperidade.

Um menino de cinco anos foi internado na Santa Casa de Campo Grande (MS) na noite desta terça-feira (23), após visita do Conselho Tutelar.
Segundo a polícia, os tios-avós confessaram o crime e disseram que utilizavam a criança em rituais de magia negra, para obter prosperidadecriança usada em ritual de magia negra
A suspeita é que o garoto — hospitalizado com dilatação e inchaço no abdome e na região escrotal e queimaduras na face — tenha sido vítima de maus tratos, praticados pelos tios-avós.
O menino morava com os tios-avós em Campo Grande havia dez meses, após ser abandonado pela mãe e ser deixado pela avó, que cuidava dele, mas alegou falta de condições financeiras. Com isso, os tios-avós, seus parentes mais próximos, conseguiram a guarda.
Veja também
Mãe e padrasto matam e abrem corpo de criança em ritual de magia negra na Paraíba
Morre mulher linchada no Guarujá (SP) por suspeita de realizar magia negra
Mucuri: Polícia acha material de magia negra ao invés de corpo durante exumação
Rosane revela atritos com PC Farias e detalha rituais de magia negra praticados por Collor
As Polícias Militar e Civil passaram a acompanhar o caso depois que o Conselho Tutelar visitou a casa onde a criança morava com os tios-avós e as duas filhas do casal. Lá, observaram as agressões – parte delas já cicatrizadas, o que indicaria que a violência é praticada há um tempo.

A criança foi levada para a Santa Casa e o casal, para a delegacia, onde, segundo a polícia, confessou o crime.

À polícia, a tia contou que recebia “entidades” e “espíritos” e que batia na criança a mando deles. Entre as agressões cometidas estavam queimaduras com água quente no rosto, orelhas e pescoço e socos e pancadas. As duas filhas do casal não sofriam maus tratos.

Em nota, a Santa Casa de Campo Grande informou que a criança está consciente e será submetida a um procedimento para “drenagem cirúrgica de abscesso extenso na orelha esquerda”.

O hospital também confirmou “sinais de comprometimento visual” e “extensa queimadura em face e pescoço”.

Foto: Divulgação / R7

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo