BrasilGeral

Esquerda decide usar verde e amarelo e cantar o Hino Nacional em protestos contra Jair Bolsonaro

Na noite da segunda-feira 27, dirigentes do PT, do Psol, do PCdoB, do PSB, do PDT, do PV, do Cidadania, do Solidariedade e da Rede, além de lideranças sindicais, decidiram usar as cores verde e amarelo nos atos de 2 de outubro contra o presidente Jair Bolsonaro.

Os movimentos de esquerda vão ainda cantar o hino do Brasil nos protestos, informou nesta terça-feira, 28, o jornal Folha de S.Paulo, que participou da reunião entre as siglas.

“A ideia é que o hino e a bandeira do Brasil sejam resgatados pelo campo republicano”, disse Fernando Guimarães, sociológico e coordenador do movimento Direitos Já. “Não faz sentido permitir que sejam apropriados pelas manifestações fascistas.”

Tradicionalmente, a esquerda usa o vermelho nos atos que promove, aludindo ao comunismo e ao socialismo. Os organizadores querem que as concentrações ocorram na Avenida Paulista.

Revista Oeste

2 Comentários

  1. Sim, vários grupos sugeriram que manifestantes fossem de verde amarelo. No entanto tinha muito pouca gente assim. Me parece que as pessoas ficaram com desgosto por suas cores maul utilizadas, e o verde amarelo acabou sendo associado ao fascismo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo