Eleições 2020MutuípeSlide

Em entrevista à rádio, Luciano Rocha confirma pré-candidatura e comenta sobre diversos temas relacionados a Mutuípe

Pré-candidato descartou irregularidade no partido e provocou: "parece até aqui que estão com medo de me enfrentar nas urnas".

O Repórter Lukas Alves da Rádio Interativa, entrevistou nesta terça-feira (7), o pré-candidato a prefeito de Mutuípe Luciano Andrade Rocha, do PSL, “Lú” comentou sobre diversos temas relacionados a pré-candidatura, especulações e temas relacionados a cidade.

Fala um pouco da tua trajetória de vida na formação e sem ingresso na vida empresarial.

Eu comecei, estudando aí em Mutuípe, fiz o meu início foi na escolinha da professora da Dare e depois eu passei em todos os colégios da cidade, Henrique Brito, Ruy Barbosa e o Colégio Mutuípe. Na oitava série eu fui pra Salvador e cursei o meu segundo grau na Escola Técnica Federal da Bahia, fiz o curso de mecânica, mecânica industrial e depois fiz vestibular para processamento de dados, na Unifacs, depois que eu terminei a universidade eu fiz uma especialização em redes de computadores. Em seguida fui para a Espanha fazer um cursorecebi uma bolsa do governo espanhol e fui fazer um curso de Administração Pública na Universidade de Alcalá no Instituto Nacional de Administração Pública da Espanha, depois que voltei fiz mais um curso de administração na Ufba, especialização também, e meu currículo e é esse aí, eu comecei trabalhando na Junta Comercial da Bahia, na época eu tinha 18 anos, iniciei na parte de cadastro de processo e quando ia ingressei na universidade de Processamento de Dados, eu fui promovido a coordenador de tecnologia e aí, nesse período, aprendi muito, muito mesmo sobre o serviço público. Depois eu decidi voltar para Mutuípe, já estava com a família, já tinha me casado, já estava com uma filha pequena, minha filha do meio Júlia e passei um período aí ajudando meu pai na lojas Alvorada, foi quando eu fui conhecendo a parte comercial da coisa, conheci alguns representantes e depois resolvi voltar para Salvador novamente.

Nessa minha ida para Salvador eu já projetava abrir um negócio e a oportunidade não não foi outra, foi sim abri uma loja de móveis, já que tinha um pouco de conhecimento e tinha o acesso às indústrias através dos representantes, abri minha primeira loja em 2006, e aí dei sequência, abrindo a cada ano. Depois a gente foi dobrando, foi e foi evoluindo, foi crescendo e graças a Deus conseguimos conquistar esse patamar que hoje graças a Deus tem dado muitas alegrias para a gente, hoje são 400 empregos diretos e muita gente sendo beneficiada por esse projeto realizado com muito prazer. Graças a Deus.

O senhor é pré-candidato a prefeito de Mutuípe? Como surgiu esse projeto?

Essa ideia de ser pré candidato a prefeito de Mutuípe, tem pouco tempo que surgiu, foi através de alguns convites, que foi me despertando a ideia e a possibilidade de me lançar, alguns amigos me incentivaram, outros… se preocuparam depois que eu tomei a decisão, mas, não tem muito tempo não, tem muito pouco tempo, essa decisão de ser pré-candidato, a minha ideia era ajudar muito Mutuípe, a minha ideia era voltar para a Mutuípe, mas a ideia de ser pré-candidato tem muito pouco tempo, e tenho certeza que essa pré-candidatura vai render muitos frutos, ou comigo assumindo a prefeitura, ou comigo fora da prefeitura, mas com vontade de fazer um trabalho de empreendedorismo na cidade e de ajudar a população de Mutuípe.

O senhor já começou a construir o plano de governo?

Plano de governo em si eu não iniciei, confesso a você, entendo que eu preciso chegar à cidade, reunir com lideranças do setor comercial, do setor agrícola, do setor de saúde da cidade, hospital, clínicas, médicos, para a partir daí eu começar a projetar, o que será feito na cidade para o desenvolvimento e o bem estar da população.

O desemprego no momento é motivo de muita preocupação, o senhor possui uma estratégia para combater esse problema?

Com certeza! o problema do desemprego, é grave! E para mim não tem prioridade maior do que a geração de emprego e renda para um município do porte de Mutuípe. A gente precisa, como já falei anteriormente, em outra entrevista, gente precisa colocar Mutuípe como uma cidade de referência. A gente precisa entender que Mutuípe é próspera, a gente precisa entender que sem emprego, sem emprego e renda o município não consegue prosperar, porque a gente vai ficar dependendo o tempo inteiro do serviço público. E a gente não pode ficar dessa forma, a gente precisa incentivar, no meu pensamento, indústrias, é indústrias na cidade, a gente ter duas, três indústrias, aí a gente gera 150, 200 empregos diretos e mais 200 empregos indiretos, serão 400 famílias beneficiadas, ou seja se a gente fizer uma pesquisa aí do desemprego, não sei se já existe, é bom a gente procurar saber se existe, um índice de desemprego em Mutuípe e a gente calcular o benefício que seria quatrocentos empregos ai na cidade, a mais, gerados por essas indústrias que provavelmente serão implantadas ai, eu acho que seria uma ajuda essencial.

O seu tentou implantar uma fábrica aqui no passado. Quais os incentivos a atual gestão ofereceu para essa implantação?

Essa ideia Lucas, de implantar uma indústria ai em Mutuípe surgiu em 2017. Em conversa com meu irmão Gil, a gente vendo a possibilidade de ter uma pessoa minha aí, e que seria ele na frente do negócio, seria interessante para a gente conseguir gerar empregos aqui na cidade porque era mais fácil para mim eu ter uma indústria lá em Salvador. Do lado do meu escritório central, no meu deposito central lá, era bem mais fácil, mas a ideia de ir para aí, era justamente desafogar essa necessidade de empregos ai na cidade, então veio essa ideia em 2017 e eu expus para alguns amigos inclusive ao prefeito, não pedi a ele em momento nenhum, terreno, não pedi galpão, não pedi incentivo fiscal, nada disso foi solicitado, eu só queria que ele na época, pudesse falar “que legal que você está pensando nisso”, é essa frase eu não consegui escutar. E aí a gente fica um pouco desanimado, mas como a coisa foi se espalhando essa conversa foi se espalhando, caiu nos ouvidos do prefeito Fred de Ubaíra, que foi ao meu escritório lá em Salvador, me convidar para fazer isso em Ubaíra, olha que coisa interessante, olha que comparação e que é coisa interessante. Olha a visão do empresário e prefeito de Ubaíra Fred, me convidou, eu tive em Ubaíra, tive com secretário junto com meu irmão Gil lá no galpão oferecido uma antiga indústria se eu não me engano, porém eu ainda estava com esperança de surgir uma oportunidade dentro de Mutuípe, porque minha vontade não era só de implantar a indústria, era de implantar indústria na cidade, na minha cidade, essa é a questão, então a coisa foi evoluindo, depois a gente deu um freio, por conta do crescimento da rede da minha rede de lojas e da necessidade de ter Gil também trabalhando comigo na minha empresa, aí a gente esfriou um pouco, mas agora está sendo o momento oportuno da gente discutir, a ideia é de voltar a trabalhar nisso.

Estamos vivendo uma pandemia e nesse momento a população tem feito diversas ações em apoio ao hospital. Como o senhor pretende lidar com essa gestão do hospital.

Ao longo de minha vida Lucas eu escutei algumas coisas aí referente ao Hospital de Mutuípe, teve fases boas e teve fases ruins, que a gente precisava procurar serviço em Ubaíra, Santo Antônio de Jesus ou até em Salvador, a depender do caso e da gravidade de cada um eu acho que a gente tem que dar prioridade máxima e ter uma parceria forte com um hospital, a gente precisa escutar, as ações a gente acredita que tem que ser feita sim! Mas a permanência das ações é que não pode deixar de acontecer, o Hospital de Mutuípe tem que ser prioridade e tem que ser uma coisa constante, que a gente possa procurar e encontrar o serviço sem precisar buscar em outra em outra localidade, o atendimento, então eu pretendo imediatamente, assim que chegar em Mutuípe procurar as pessoas que trabalham no hospital, que já tenho na minha agenda e vou procurar essas pessoas para ter uma conversa pra saber a situação atual desse serviço em Mutuípe

Sobre as estradas o município enfrenta dificuldades para oferecer a estrada de qualidade à população. Isso influencia na implantação de fábricas do município

Não só para a indústria Lucas, estrada tem que estar sempre bem fitinha para o escoamento de qualquer produção ou produção industrial ou produção agrícola. Sem estradas boas você não consegue viabilizar nada, como é que você vai ter uma produção de banana e você não tem estrada para escoar o teu produto? Ou de qualquer outro produto agrícola? Como é que você vai ter uma fazenda de gado e você vai transporta lá com a carreta de gado para um abatedouro. E não tem uma estrada para você fazer isso? É inviável você tocar um rebanho lá, até onde você possa embarcar o gado para poder inviabiliza o negócio, estradas é prioridade. Estradas bem feitas bem organizadas com constância é prioridade, não adianta a gente querer fazer estradas, ao final do mandato apenas para poder se beneficiar com a questão eleitoral. Eu acho que a gente consegue bem com um projeto bacana, com boas pessoas trabalhando na organização desse projeto, voce consegue manter as estradas da zona rural feitas o tempo inteiro, inclusive abrir novas novos trechos que facilite o transporte e o escoamento da produção.

Bom tem um zum zum zum, de que o senhor não pode ou não será candidato a prefeito aqui Mutuípe. O que o senhor tem a dizer sobre isso.

Não sei de onde pode ter surgido essa conversa Lucas, sei da oposição, preocupados ou tentando intimidar, algumas pessoas que já estão nos apoiando ou se foi de pessoas já do nosso lado, preocupadas também com a com a minha ausência na cidade, e talvez isso tenha motivado alguns até me ligarem, eu tenho recebido ligações aqui e amigos me fazenfo essa pergunta, eu vou afirmar aqui em público novamente, que sou pré-candidato a prefeito de Mutuípe, então não se preocupem com relação a isso, estou motivado, estou chegando aí na próxima semana e já tenho agendamento de reuniões para organizarmos a campanha e discutir o plano de governo, então fiquem tranquilos, estou chegando estou motivado, tô feliz e vamos em frente aí

Como está a situação do partido que o senhor filiado pode lançar candidato?

Essa especulação sobre a regularidade do partido, parece ser também mais um sinal de preocupação com a eleição desse ano, eu vou afirmar aqui para todo mundo, para os ouvintes que o partido está completamente regularizado e que terá sim um candidato para as eleições deste ano, então não tem irregularidade nenhuma, não tem problema nenhum para lançar candidatos, então fiquem despreocupados e vamos apresentar projetos, vamos trabalhar, vamos apresentar projetos ao invés de estar fazendo especulação parece até aqui que estão com medo de me enfrentar nas urnas.

O senhor tem um vice para compor sua chapa.

Ainda não temos um nome definido, mas já estamos avaliando alguns, algumas pessoas com certeza vai ser escolhido pelo grupo, não é uma decisão só minha, tem que ser avaliado pelo grupo, tem que ser discutido entre as lideranças que estão nos apoiando para a gente escolher um nome forte para nos ajudar a chapa, imaginando que a gente ainda tem bastante tempo para poder avaliar vamos fazer estas reuniões que estão programadas, vamos fazer os convites e não demora muito a gente já apresenta o nome do vice para  vocês.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar