Entretenimento

Diretor do Pânico é acusado de assédio moral durante gravação

ALAN RAPP E TIRIRICAO diretor do Pânico na TV, Alan Rapp, é acusado de ter faltado com respeito e humilhado funcionários da Band durante gravação do programa, no último dia 9 de julho. Técnicos da emissora, que trabalhavam na gravação do quadro ‘Pior Não Fica’, do humorista e deputado federal Tiririca, formalizaram a denúncia ao sindicato dos sadialistas e afirmaram que foram xingados de incompetentes e com palavrões.

De acordo com o Uol, o Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Radiodifusão e Televisão no Estado de São Paulo confirma que recebeu a denúncia e já está tomando providências. A emissora e o diretor não se pronunciaram. Rapp teria xingado os colaboradores com expressões do nível “pau no c*”. Segundo fontes do Uol, Alan Rapp sempre teve comportamento explosivo nos bastidores, mas a audiência do programa em queda teria piorado a situação.

O Pânico registrou entre cinco e seis pontos nas suas últimas quatro edições e tem sido incomodado pelo Encrenca, da Rede TV!, que tem chegado aos quatro pontos. Por esta não ser a primeira vez que Rapp é acusado de insultar funcionários, cinegrafistas e operadores de áudio ameaçam cruzar os braços da próxima vez que o diretor repetir o comportamento em uma gravação.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo