Cidades

Delação de Ricardo Pessoa estaria aguardando homologação de Teori Zavascki

RICARDO PESSOAO empresário baiano Ricardo Pessoa, presidente da UTC/Constran, teria formalizado o acordo de delação premiada e as informações colhidas estariam sob responsabilidade do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Teori Zavascki. A homologação do conteúdo da delação pelo STF é necessária para que o investigado na Operação Lava Jato tenha redução ou abrandamento de pena. O depoimento de Pessoa atinge em cheio figuras influentes no Palácio do Planalto e, em alguns casos, políticos de grosso calibre do cenário baiano. A negociação para que o empresário baiano fizesse delação premiada acontece desde a prisão de Pessoa, em novembro de 2014, na sétima fase da Operação Lava Jato. A colaboração do presidente da UTC/Constran com as investigações é considerada um barril de pólvora para proeminentes nomes da política brasileira, inclusive ligados a outros escândalos.

BN

Um Comentário

  1. Lamentável esse Bilhete enviado a Imprensa,
    Lamentável mesmo é saber que a Presidente da APMIM, não tenha conhecimento dos motivos pelas quais a FJS deixou de gerir o Hospital Clélia Rebouças e mais LAMENTÁVEL é ela afirmar que o hospital está funcionando bem!!! (Piada de mal Gosto)!!! Talvez ela tenha razão em mencionar nesse Bilhete tudo isso que nós leitores estamos vendo através de sua publicação, fato esse que devemos observar bem a forma da Presidente Administrar a APMIM e os destinos do um Hospital.
    Considerei um bilhete pois a Nota emitida à Imprensa nem em papel timbrado é, muito menos uma data no seu rodapé. Lamentável!!!
    Acorda Povo de Mutuípe!!! O hospital é NOSSO.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo