Cidades

Defensora acusa promotor de machismo após ele dizer que ‘1ª vez com um negão não dói’

A defensora Fernanda Morais denunciou, por meio do Twitter, ter sido ofendida por um promotor durante sessão plenária do Tribunal do Júri de Feira de Santana ontem (4). O Metro1 entrou em contato com o Ministério Público e aguarda posicionamento

“Fui ofendida com piadinha machista em pleno júri hoje. Em pleno ano de 2019. Ser mulher é difícil demais, principalmente quando se tem consciência de como opera o patriarcalismo. Por hoje deu: 20h e eu tô indo dormir”, escreveu ela ontem.

Hoje (5), Fernanda publicou uma nota da Coletiva de Mulheres Defensoras Públicas do Brasil em repúdio a ofensa, que teria sido de autoria do promotor Ariomar José Figueiredo da Silva.

“Ao iniciar seus debates orais em plenário, o promotor dirigiu-se à defensora dizendo que ela ficasse calma, porque a primeira vez com um negão não dói. A explícita conotação sexual da fala do promotor não é apenas inadequada ao ambiente em que fora proferida. Ela configura, mais do que isso, uma violenta manifestação do machismo institucional arraigado dentro do sistema de Justiça, que submete historicamente mulheres ao lugar de objetos sexuais e sexualizados, deslegitimando-as como profissionais nas relações estabelecidas neste sistema”, afirma a nota.

Metro1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo