Cotidiano

Com 190 anos, Jonathan se torna a tartaruga mais velha do mundo

Com 190 anos, Jonathan se tornou a tartaruga mais velha do mundo em 12 de janeiro de 2022, de acordo com o Guinness World Records. Antes de ganhar esse título, aos 187 anos, ele já havia se tornado o animal terrestre mais antigo do mundo. O réptil gigante vive na ilha de Santa Helena (território britânico), uma das mais remotas do mundo.

O título oficial conquistado por Jonathan este mês foi o de quelônio — grupo de répteis que vivem dentro de uma carapaça como tartarugas, jabutis e cágado — mais velho do mundo. A idade do animal foi estimada pela foto abaixo, tirada entre 1882 e 1886, período em que foi dado de presente para Sir William Grey-Wilson, ex-governador das Ilhas Malvinas. Segundo especialistas, na imagem ele parece ter cerca de 50 anos.

Segundo dados divulgados pelo atual governador da ilha, Philip Rushbrook, ao site do Guinness World Records, a tartaruga mais velha do mundo é alimentada à mão, pois não enxerga e perdeu o olfato: “Mas sua audição é excelente e ele adora a companhia de humanos, e responde bem à voz de seu veterinário Joe Hollins”.

As autoridades da ilha estão trabalhando nas celebrações do aniversário de Jonathan, que devem acontecer no final de 2022. Qualquer pessoa que visitá-lo este ano ganhará um certificado com a primeira foto da sua pegada. Para conhecer Jonathan, os turistas precisam fazer uma viagem de cinco dias de navio, saindo da Cidade do Cabo, na África do Sul.

Revista Oeste

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo