Sem categoria

Capitão Tadeu: “Não acho Pelegrino bom para Salvador”

Um dos quatro pré-candidatos do PSB à prefeitura de Salvador, o deputado estadual Capitão Tadeu, apesar de praticamente isolado dentro do partido, garante que vai lutar até o fim pela candidatura própria da legenda. Mesmo com a probabilidade do PSB se coligar com o PT, o parlamentar, em entrevista ao programa Se Liga Bocão, da rádio Itapoan, nesta terça-feira (26), declarou que não considera o pré-candidato do Partido dos Trabalhadores uma boa alternativa para a cidade.

“Não acho Pelegrino bom para Salvador”, disparou Tadeu. Questionado sobre os melhores nomes que postulam o Thomé de Souza, o deputado chutou a modéstia para escanteio. “Tenho um excelente projeto para a cidade. Não desistirei da minha candidatura e não serei vice de ninguém. Se o partido decidir que vai apoiar outro candidato, eu serei vencido democraticamente, mas lutarei até o fim”, garantiu.

Além de enaltecer o próprio projeto de governo, Capitão Tadeu apontou o nome do pré-candidato Mário Kertész como uma pessoa capaz de fazer uma boa gestão, mas descartou a possibilidade de coligação com o PMDB. “Não posso fazer aliança com Mário Kertész por questões partidárias, mas seria um grande nome para a cidade”, opinou o deputado.

Governabilidade

A incessante corrida pelas alianças e mais tempo no horário político, que muitas vezes passam por cima das ideologias históricas dos partidos, foi criticada por Capitão Tadeu. “Agora vou defender a minha legenda: até agora, não fizemos nenhuma coligação. Temos quatro pré-candidatos. Negociar coligação em função de cargos não é positivo. Um partido com muitos apoios dificulta muito a governabilidade. Cada um vai mandar no seu pedaço e a cidade que vai sair prejudicada”, concluiu Capitão Tadeu.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo