Política

Aliados preparam ofensiva para levar PMDB ao comando do país

PMDB - LOGOA ala pró-impeachment do PMDB viu a saída do ministro Eliseu Padilha do governo na última sexta-feira (4), como a oportunidade para garantir o vice-presidente Michel Temer no comando do país.

Segundo o jornal ‘O Globo’, agora Temer já busca aliados e inclusive já se encontrou com o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB).

Na última quarta-feira (2), horas antes do anúncio da decisão de Eduardo Cunha de acatar o pedido de impeachment, Temer recebeu senadores do PSDB e do DEM. Os tucanos já discutem com setores do PMDB um eventual governo de transição.

Ainda segundo a publicação, o ex-ministro da Integração Nacional no primeiro governo Lula, Ciro Gomes, acusou Temer de estar à frente do movimento pelo impeachment de Dilma.

“Eu acuso o senhor Michel Temer de ser o capitão do golpe”, disse Ciro, acrescentando que o impeachment é um “remédio grave”.

A estratégia do grupo peemedebista pró-impeachment seria manter Temer na retaguarda, enquanto eles ocupam a linha de frente.autorização.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo