Cotidiano

3 dicas para fazer a transição de carreira com mais segurança

Segundo pesquisa do LinkedIn, 60% dos brasileiros pretendiam buscar novas oportunidades em 2023; saiba como mudar de profissão com dicas assertivas

A insatisfação no trabalho é uma realidade para muitos. Segundo um estudo realizado pelo LinkedIn, rede social profissional, em 2023, 60% dos trabalhadores brasileiros pretendiam buscar novas oportunidades até o final do mesmo ano. A pesquisa, que contou com a participação de 1.300 brasileiros, também revelou que 20% dessas pessoas já estavam buscando ativamente por um novo emprego no momento da análise.

O cenário pode ser gerado por diversos fatores: escolha profissional precoce, falta de perspectiva de crescimento, falta de propósito na função, falta de motivação, ou, até mesmo, por razões externas. De forma geral, a transição de carreira é quando uma pessoa decide mudar de profissão, não se limitando necessariamente ao descontentamento com o trabalho atual. Optar pela transição de carreira é a busca por bem-estar físico e mental, confira 3 dicas para fazer com responsabilidade e evitar correr riscos.

Entenda o mercado e a formação necessária para atuar

Um dos passos fundamentais para uma transição de carreira bem sucedida é estudar o novo setor em que se planeja atuar antes de aplicar-se em vagas. Ler artigos escritos por especialistas, assistir vídeos, participar de fóruns e ouvir podcasts podem orientar a pesquisa profissional. Após consumir bastante conteúdo sobre a carreira que se cogita seguir, recomenda-se fazer uma lista de qualificações essenciais para exercer a função e organizar um calendário de estudos.

Já a pesquisa de mercado deve estar alinhada as expectativas da nova área, aumentando as chances de fazer uma boa escolha. Então, por exemplo, se o indivíduo trabalha no setor rural e ingressará em atividade urbana, possivelmente, se encaixará na modalidade de aposentadoria híbrida. Para isso, converse com profissionais atuantes sobre a rotina de trabalho, lógicas internas, salário médio, benefícios e direitos.

Invista em cursos e experiências

Atualmente, há cursos remotos e presenciais, de curta, média e longa duração, com diferentes níveis de especialização, mantenha-se atualizado das novas práticas e qualificações, para atender às exigências do mercado de trabalho. Além disso, aprimorar as competências técnicas e comportamentais, demonstra comprometimento com o desenvolvimento profissional e em alguns casos, pode ser o fator decisivo em uma recolocação.

A chave está em ir além do tradicional currículo. Demonstrar proatividade, interesse e habilidades é fundamental para se diferenciar dos demais candidatos. Invista em experiências fora do ambiente de trabalho, como voluntariado, programas de capacitação e treinamentos.
Faça uma reserva de emergência

Para sentir-se seguro e tranquilo durante a transição de carreira, uma das sugestões é criar uma reserva de emergência que possa cobrir pelo menos seis meses de despesas e assegurar suporte, planejar-se financeiramente evita desistência durante o processo. Após conseguir a primeira oportunidade na nova profissão, é necessário estar preparado para remuneração de um iniciante.


Descubra mais sobre Mídia Bahia

Assine para receber os posts mais recentes por e-mail.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios
situs bokep indonesia