Justiça manda bloquear R$ 11,5 milhões em bens de Aécio Neves

Devido a uma suspeita de uso, sem comprovação de interesse público, de aeronaves oficiais de Minas Gerais, a Justiça determinou o bloqueio de R$ 11,5 milhões em bens do atual deputado e ex-governador de Minas Aécio Neves (PSDB), segundo o jornal Folha de S. Paulo. Ainda de acordo com a publicação, a decisão liminar foi … Leia Mais




Gilmar Mendes mantém inelegibilidade de Luiz Caetano

O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), negou um pedido do ex-deputado Luiz Caetano (PT) e manteve a decisão que confirmou sua inelegibilidade no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Esta é a segunda derrota do petista na Suprema Corte. No início do mês, ele  pediu ao ministro Dias Toffoli, presidente do STF, a suspensão … Leia Mais


Ex-prefeito de Feira, José Ronaldo é multado por irregularidades em 61 processos

O Tribunal de Contas dos Municípios (TCM-BA) multou em R$3 mil o ex-prefeito de Feira de Santana, José Ronaldo de Carvalho, nesta quarta-feira (20), por irregularidades identificadas em 61 processos de dispensa e inexigibilidade de licitação realizados nos exercícios de 2016 e 2017. Segundo o relator, conselheiro Paolo Marconi, os processos foram destinados a contratação … Leia Mais


Bebianno divulga áudios que desmentem Bolsonaro


Diário do Poder

A demissão de Gustavo Bebianno da Secretaria-Geral da Presidência da República, gerou uma crise no Palácio do Planalto. Após a confirmação da exoneração, o agora ex-ministro divulgou mensagens de áudio, todas via WhatsApp, trocadas entre ele e o presidente Jair Bolsonaro.

As mensagens foram obtidas pela revista Veja. Nelas, os dois trocam farpas, acusações e se desentendem sobre quase tudo. Desde o início da conversa, o estado de ânimo de cada um é diferente: Bolsonaro mostra-se irritado e impaciente, enquanto Bebianno tenta pacificar as coisas.

A crise foi instalada após a notícia dada pelo jornal Folha de S. Paulo de que o PSL, partido do presidente e do ex-ministro, teria usado uma candidatura “laranja” nas eleições de 2018. A crise se estendeu e envolveu também o vereador do Rio de Janeiro e filho do presidente, Carlos Bolsonaro (PSC). Na última quarta-feira (13), Bolsonaro e o filho chamaram Bebianno de mentiroso.

“Há várias formas de se falar. Nós trocamos mensagens ontem três vezes ao longo do dia, capitão. Falamos da questão do institucional do Globo. Falamos da questão da viagem. Falamos por escrito, capitão. Qual a relevância disso, capitão? Capitão, as coisas precisam ser analisadas de outra forma. Tira isso do lado pessoal. Ele não pode atacar um ministro dessa forma. Nem a mim nem a ninguém, capitão. Isso está errado. Por que esse ódio? Qual a relevância disso? Vir a público me chamar de mentiroso? Eu só fiz o bem, capitão. Eu só fiz o bem até aqui. Eu só estive do seu lado, você sabe disso. Será que você vai permitir que o senhor seja agredido dessa forma? Isso não está certo, não, capitão. Desculpe”, disse Bebianno em uma delas. Metro1

 


Pastor Isidório quer prisão para quem usar termo “Bíblia” fora do contexto da religião


O deputado federal Pastor Sargento Isidório (Avante-BA) apresentou um projeto de lei na Câmara dos Deputados em que propõe limitação do uso dos termos “Bíblia” e “Bíblia Sagrada” em publicações impressas ou eletrônicas que estejam fora do contexto religioso.

Segundo o texto da PL-2/2019, o descumprimento da medida pode gerar penas previstas para os crimes de estelionato (um a cinco anos de cadeia) e ofensa a culto religioso (prisão de um mês a um ano).

“Queremos prevenir mais uma violência contra os cristãos brasileiros. É o caso da polêmica do livro em edição que se especula chamar bíblia gay. Há indícios de que tal livro pretende tirar referências que condenam o homossexualismo. Seria uma verdadeira heresia e total desrespeito às autoridades eclesiásticas”, diz o parlamentar.

Varelanoticias


PF chama supostas candidatas laranja do PSL para depor


As mulheres que teriam atuado como candidatas-laranjas do PSL em Minas Gerais nas eleições do ano passado foram chamadas para depor pela Polícia Federal, informou o jornal O Globo.

 

A principal suspeita está no exterior. De acordo com um policial, ela deixou o país por medo, mas avisou que vai retornar ao Brasil para prestar os esclarecimentos.

 

O caso é apurado dentro de um processo preliminar. Pela lei, a PF só pode abrir inquérito sobre o assunto a pedido da Justiça Federal. 

 

No começo do mês, o jornal Folha de S. Paulo apontou que quatro candidatas do PSL de Minas Gerais teriam sido usadas como laranjas, em um esquema montado pelo Ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, que, na época, era presidente da sigla no estado. (Metro 1)


Mourão manda recado a Carlos Bolsonaro: ‘Roupa suja se lava em casa’


O vice-presidente Hamilton Mourão classificou como “futriquinha” a crise no governo federal que envolve o ministro Gustavo Bebianno, Secretário-Geral da Presidência da República.

Em entrevista à agência de notícias “Bloomberg”, publicada nesta sexta-feira (15), Mourão criticou a postura do vereador Carlos Bolsonaro (PSL-RJ), que tornou pública a conversa de Jair Bolsonaro com Bebianno, chamando o ministro de mentiroso.

 

“Diz a velha prática que roupa suja a gente lava no tanque da casa e não da casa dos outros. Esta crise está ligada às denúncias em relação aos gastos de campanha do PSL e a um certo protagonismo do filho do presidente que, no afã de defender o pai, interferiu levando as discussões e debates em rede social que acabam sendo de domínio público, o que não é bom”, disse Mourão.

 

Ainda sobre este assunto, o vice-presidente disse acreditar que problemas como esse deixarão de acontecer com o retorno de Bolsonaro ao Planalto, o que deve ocorrer na segunda-feira (18).

“Por enquanto, vejo um impacto (da crise) muito limitado. Com a volta do presidente, as coisas começam a voltar ao normal e essas ‘futriquinhas’ vão ficar pelo caminho”, acrescentou.

Noticiasaominuto


Parte do PP garante que comando do Detran já está com o partido, diz coluna


Quadros importantes do PP, do vice-governador, João Leão, garantem que o comando do Detran já foi destinado ao partido pelo governador Rui Costa (PT), segundo a coluna Satélite, do jornal Correio.

Ainda segundo a publicação, os pepistas dizem que agora só falta definir o nome que comandará o órgão. A chefia do Detran faz parte do acordo para compensar o PP, que foi derrotado pelo PT na disputa pela Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR).

O PP também estaria de olho no comando da Embasa, mas encontra resistência por parte do governador. A ideia do partido é emplacar o ex-deputado Luiz Augusto no comando do órgão.

Bahia.ba