Cotidiano

Wagner diz que que estará em qualquer palanque contra Bolsonaro

Jaques Wagner (PT), senador e ex-governador da Bahia, disse em entrevista à rádio Metropole, que sobe no palanque de qualquer um se for para deter o atual presidente, Jair Bolsonaro, em um eventual segundo turno em 2022.

“Meu candidato é Lula. É quem acredito enquanto político e como ser humano. Mas, se por alguma surpresa, Lula não estiver no segundo turno, estarei em qualquer palanque contra esse senhor que hoje ocupa a presidência. Nem precisa me convidar. Estarei lá”, disse Wagner, retificando a confiança que tem no partido e no candidato.

Sobre a ‘Lava Jato’, o político disse que ajudou a criminalizar o PT e a política brasileira. “Eles atacaram tanto o PT e acharam que isso ia fazer com que o outro lado que sempre polarizou com a gente, ou seja o PSDB e seus aliados, venceriam as eleições. Mas quem ganhou foi o genérico. Foi o maluco de marca. Esse senhor não sabe para onde vai. Não conhece nada. É raso, raso. Agora estão desesperados e falando em terceira, quarta, sexta via. Quem quer ter projeto para o Brasil, se apresente. Mostre sua alternativa”, disse.

Sobre o governo federal ele disse: “É uma farra de distribuição de emenda. No Senado, ainda é um pouco mais controlado, porque tem muito ex-governadores, mas na Câmara, claro que tem muitas exceções, é uma corrida do ouro para a disputa dessas emendas. Isso tira o poder de independência do Congresso e sua força de fiscalizar o presidente”, disse.

“Os prefeitos, coitados, tão lá precisando de dinheiro e quando chegam as emendas eles concordam. Mas eu sempre digo a eles que, a mesma mão que traz a emenda, é a que mete a faca no seu povo”, finalizou.

Vnoticias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo