BrasilGeral

“Vou pra cima de Lula, maior corruptor da história brasileira”, afirma Ciro Gomes

O ex-governador Ciro Gomes (PDT) carrega nos ataques contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), líder da corrida eleitoral de 2022, segundo o Datafolha. “Eu vou pra cima dele, é o maior corruptor da história brasileira”, disse, durante a entrevista pelo Zoom de 1h20 que teve com o Valor.

No cenário que Ciro projeta para a sua quarta tentativa de chegar à Presidência, o presidente Jair Bolsonaro está derretendo. Para o pedetista, a possibilidade de Bolsonaro não chegar ao segundo turno é real. “Ele está incitando a tropa, mas vai faltar chão”, diz. Em grande parte, devido ao quadro econômico muito ruim que prevê para 2022. “Hoje, a tendência consistente é que Lula está em seu máximo e Bolsonaro, em processo de derretimento”.

O ex-governador aposta na construção de uma aliança com PSB, Rede, PV, PSD e DEM, sobretudo depois do movimento do vice-governador de São Paulo Rodrigo Garcia, que trocou o DEM pelo PSDB estimulado pelo governador tucano João Doria. “Vão fechando as portas do PSDB, a minha fica aberta”, disse. Na economia, Ciro não traz novidades por ora.

Ele relança a proposta de reforma da previdência que apresentou em 2018, um modelo misto entre repartição e capitalização, e quer alternativas de controle fiscal para revogar o teto de gastos. Seus principais coordenadores econômicos seguem sendo Nelson Marconi, professor da FGV de São Paulo, e o deputado federal Mauro Benevides Filho (PDT-CE). A esse grupo se somou o economista Paulo Rabello de Castro, que foi candidato a vice-presidente em 2018 na chapa de Álvaro Dias.

A seguir os principais trechos da entrevista: “O Brasil não cabe na esquerda, nunca coube. Mas também não cabe na direita. O que precisamos é de uma aliança”.

Agora RN

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo