Esportes

Virgílio Elísio explica acerto com MUB e ironiza: ‘De repente fiquei paralítico’

Candidato á vice-presidência do Bahia pela chapa “Mais um, Baêa” (MUB), Virgílio Elísio explicou a candidatura junto ao grupo. Segundo o ex-presidente da Federação Bahiana de Futebol (FBF), a decisão veio para provar que ele está vivo politicamente, mesmo não tendo aproximação com Abílio Freire, nome escolhido para presidir o clube.  “De repente fiquei ‘paralítico’. Que história é essa? O que é isso? Seria candidato e por questões internas deixei de ser.

Sequer conhecia Abílio. Uma das razões de aceitar foi acabar com essa conversa de que estava fora do páreo. Onde que estou doente?”, ironiza, em entrevista ao Bahia Notícias. Mesmo considerando a MUB com menor estrutura que outras chapas, ele aceitou participar do projeto pelo ‘plano de gestão’. “Ele me mostrou o projeto e tem coisas importantes: uma é o processo de identificação de reforços, achei interessante.

Não é novidade, mas se for feito de forma organizada e criteriosa, é uma boa opção, e outro ponto foi relativo às divisões de base. Estamos com Aldo França, que é conhecido no meio. O futuro está na base, que é a renovação”, explica. O pleito no Bahia está marcado para o dia 9 de dezembro.

BN

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo