Geral

Vídeos mostram estrada da região onde parturiente perdeu filhos gêmeos em Presidente Tancredo Neves

Estradas do Riacho da Prata ficam intrafegáveis quando chove.

Moradores de Presidente Tancredo Neves, localidade do Riacho da Prata, encaminharam nesta segunda-feira (25), imagens das estradas que cortam a região.

Na semana anterior uma parturiente, perdeu os filhos gêmeos, após aguardar quatro horas por socorro. Uma chuva fez com que as estradas que já estavam bastantes esburacadas ficassem em situação ainda mais complicada.

Familiares e amigos criticaram a gestão municipal por não recuperar o trecho no primeiro mandato do prefeito Antônio Mendes, e disseram que a lama impediu que socorristas do SAMU chegassem a localidade no primeiro chamado.

Numa nota emitida pelo hospital municipal, a gestão conta sua versão dos fatos.

A direção do Hospital e Maternidade Luiz Eduardo Magalhães vem a público informar a população o ocorrido na madrugada da última quinta-feira (21). A direção do Hospital tomou conhecimento que a ambulância do SAMU havia saído para atender uma ocorrência a uma mulher gestante na região do Alto da Prata, por volta de 1 hora da madrugada, prontamente os profissionais do Hospital ficaram preparados para qualquer eventualidade que necessitasse de urgência. Hora depois, o SAMU retornou a base que fica no Hospital, informando que não havia localizado a pessoa que tinha pedido o socorro, haja vista, que a base tinha informado que ficaria uma pessoa esperando na estrada aguardado a chegada da ambulância e isso não aconteceu. Todos entenderam que se tratava de um trote. Horas depois, por volta das 3 horas da madrugada, um senhor chegou a Unidade Hospitalar para pedir ajuda sobre o referido caso, informando que o local era na região dos Macacos e não no Alto da Prata como tinham comunicado na ocorrência. A equipe foi ainda informada que para chegar até a residência da mulher de nome A. P. J, 33 anos, havia uma ladeira com declive e que por conta da chuva a ambulância do SAMU não chegaria até a casa da mesma. Mais uma vez, a equipe de plantão buscou nova alternativa, solicitando que a L200 da saúde fosse levar os profissionais para prestar o socorro, e que a ambulância do SAMU fosse junto e aguardasse próximo a ladeira até a volta da L200. Além dos profissionais do SAMU foram juntos profissionais do Hospital, uma vez que a urgência e emergência cabe ao SAMU, mas todo apoio é válido quando se trata em salvar vidas. Chegando ao local, a equipe de profissionais constaram que a mulher já havia tido o parto prematuro e que se tratava de um casal de gêmeos. Os bebês tinham 5 meses e a mãe não tinha realizado nenhum pré-natal e não sabia que se tratava de uma gravidez de gêmeos. Ressaltando que todos os procedimentos de urgência e emergência foram feitos e a mulher socorrida foi encaminhada até o Hospital de Base em Santo Antônio de Jesus. A direção do Hospital e maternidade Luiz Eduardo Magalhães em nenhum momento mediu esforços para socorrer a vítima e encontra-se a disposição para qualquer esclarecimento, tanto para a comunidade, como também para os veículos de comunicação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo