Cotidiano

Venezuelanos resgatados são incluídos em programas e benefícios sociais do governo

Os nove trabalhadores venezuelanos resgatados de trabalho análogo a escravo em Itabuna, no sul da Bahia, foram incluídos em programas e benefícios sociais do Governo Federal, além de terem permanência provisória garantida em duas Casa Lar, com auxílio de cestas básicas durante a estadia nas habitações.

Os benefícios foram concebidos a partir de articulações da Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social da Bahia (SJDHDS), que está acompanhando o caso.

O coordenador de Enfrentamento ao Trabalho Escravo e Tráfico de Pessoas, da Superintendência de Apoio e Defesa dos Direitos Humanos da SJDHDS, Admar Fontes, se reuniu com a equipe de Proteção Social Básica e Combate à Pobreza de Itabuna e, juntos, acordaram cadastrar os trabalhadores no Cadastro Único (CadÚnico) e no programa Bolsa Família.

“São trabalhadores resgatados, estrangeiros, que estão numa grave situação de vulnerabilidade social. Todo o aporte que os programas sociais podem viabilizar será de grande valia para que eles possam manter sua subsistência aqui no Brasil, até conseguirmos encaminhá-los, junto à Secretaria Estadual do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte, para qualificação da mão de obra e inserção no mercado formal de trabalho, seja aqui em Itabuna ou em outros municípios baianos”, disse.

“Assim que soubemos do caso dos venezuelanos, já nos antecipamos com a Superintendência de Assistência Social da SJDHDS e estudamos a possibilidade de incluí-los nesses programas. Agora, que eles já possuem o CPF, ficará mais fácil fazermos os devidos encaminhamentos”, afirmou Moema Oliveira, coordenadora da Proteção Social Básica do município.

Bahia.ba

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo