Cotidiano

‘Vamos zerar a fila com o Auxílio Brasil’, diz ministro da Cidadania

O valor do Auxílio Brasil será de cerca de R$ 300 por mês. A informação foi confirmada pelo ministro da Cidadania, João Roma, em entrevista à TV Brasil, no domingo 17.

“Nos próximos dias, o presidente deve reunir toda equipe para apontar as fontes de recursos. Com essa nova abrangência, vamos zerar a fila do programa”. Segundo ele, 17 milhões de pessoas vão receber o benefício.

O Auxílio Brasil vai substituir o Bolsa Família em novembro. Atualmente, 14,6 milhões de pessoas, com pagamento mensal de R$ 190 na média, são beneficiadas pelo programa social. O governo pretende gastar cerca de R$ 23 bilhões a mais com o novo auxílio.

“Precisa ter muito cuidado e muito zelo na responsabilidade no quesito fiscal”, disse ele, que completou: “O Auxílio Brasil é uma evolução dos programas de renda executados no governo federal”.

As fontes de recurso seriam a PEC dos Precatórios, que pretende liberar parcela de recursos dentro do teto para bancar o gasto maior, e a Reforma do Imposto de Renda, ambas empacadas no Congresso Nacional. Roma segue confiante com a aprovação das duas.

“A pandemia está passando, mas os efeitos sociais ainda não. É natural que Estado brasileiro dê essa resposta.”

A principal diferença do Auxílio Brasil, argumenta o ministro, é oferecer não apenas proteção social, mas a possibilidade de transformação social — que se dará por meio da capacitação para acesso ao mercado de trabalho e contará com apoio do sistema.

Revista Oeste

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo