Cidades

Valença: ‘Abraçaço’ pela Santa Casa reúne 700 pessoas

SANTA CASA DE VALENCA - ABRACACOCerca de 700 pessoas vestidas de branco, entre autoridades e populares, participaram nesta sexta-feira (10) do “abraçaço” à Santa Casa de Misericórdia de Valença, no Recôncavo Baiano, em um ato de apoio à instituição e às demais Santas Casas de todo o Brasil, que sofrem com dificuldades financeiras. Entre as autoridades presentes, estiveram a prefeita do município de Valença, Jucélia Nascimento, o deputado estadual Hildécio Meireles, o deputado federal Antônio Brito, o presidente da Federação das Santas Casas e Entidades Filantrópicas do Estado da Bahia, Maurício Dias e o prefeito da cidade de Cairu, Fernando Brito.

O provedor da Santa Casa de Valença, Guido Araújo Magalhães Junior, falou sobre o cenário de crise vivenciado pela instituição, que hoje tem um déficit de R$ 1,4 milhão. “A Santa Casa está gratificada por terem atendido a esse chamado. Não vamos ficar calados, vamos nos mobilizar e lutar para melhorar a condição das Santas Casas, em especial da nossa Santa Casa, que atende a diversos municípios do Baixo Sul”, declarou o provedor.

Para o presidente da Federação das Santas e Hospitais Filantrópicos do Estado da Bahia (Fesfba), Maurício Dias, o Sistema Único de Saúde (SUS) é hoje um sistema insuficiente e falido. “Dos anos 90, quando surgiu o SUS, para cá, o reajuste linear acumulado foi de 93% dos procedimentos do SUS. Nesse mesmo período, o IBGE anuncia que o INPC (Indice Nacional de Preço ao Consumidor), que regula a inflação de todos os outros preços, aponta 413% de inflação. É esse desequilíbrio que reflete a desigualdade vivenciada nas Santas Casas”, afirmou.

O Secretário de Saúde do Estado da Bahia, Fábio Villas Boas, manifestou apoio à Santa Casa de Valença e ao movimento desta sexta. Villas-Boas deve receber o provedor da Santa Casa de Valença nesta segunda-feira (13), quando será revista a contratualização entre a Santa Casa e a Sesab. A estimativa de incremento, entre internamento, cirurgias de catarata e outros serviços, é de R$ 369 mil, que deve ser confirmado na terça-feira (14), com a assinatura do Plano Operativo Anual (POA).

BN

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo