Sem categoria

Ubatã, a cidade dos 12 prefeitos em quatro anos, completa hoje idade nova

Nesta quarta feira ( 26 ) a cidade de Ubatã, na região cacaueira, chega aos 59 anos de emancipação política e administrativa. No momento da passagem de uma data marcante, a cidade vive às voltas com uma indefinição no comando do Executivo municipal nunca antes visto na história da Bahia.

Em menos de quatro anos, Ubatã trocou de prefeito nada menos que doze vezes, passando a cadeira de gestor pelas mãos de Agílson Muniz, Edson Neves e Cássia Mascarenhas – esta última presidente da Câmara de Vereadores que de novo retornou ao cargo interinamente pela quarta vez, em substituição à Edson Neves.  Até quando continuará esse estica e encolhe em Ubatã? Bem, uma coisa é certa, a gestão atual chega ao fim no dia 31 de dezembro.

O prefeito eleito, Agílson Muniz foi afastado por denúncia de compra de votos, assumindo o segundo colocado, Edson Neves. Este foi afastado devido à várias denúncias de irregularidades administrativas. Em seu lugar assumiu por diversas vezes a presidente da Câmara, Cássia Mascarenhas. Tudo isso num embate judicial que passou por um número recorde de 12 alternâncias.

Não se tem notícia de que esteja programado algum evento para comemorar o aniversário, que certamente mereceria festa com pompa e circunstância. O que ninguém pensa em comemorar entretanto ( ou talvez mesmo por isso ) é a triste indefinição na Prefeitura, coisa que tem notabilizado negativamente Ubatã no cenário baiano.

Celso Rommel

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo