Ubaíra

Ubaíra: vereador Eliomar diz que pode seguir caminho independente em relação à gestão municipal

O mídia Bahia entrevistou o professor Eliomar do Município de Ubaíra onde constatou que o mesmo está avaliando seguir um caminho independente em relação à gestão municipal. O parlamentar também foi enfático em sustentar que sairá do Partido Solidariedade SD ao logo haja permissão na legislação eleitora.

 

Vereador qual sua avaliação dos primeiros 100 dias na gestão municipal de Ubaíra?

VEREADR:”100 dias é muito pouco para avaliar uma gestão municipal, principalmente em, um município com as características de Ubaíra. Mas o que temos de impressão é que na prática não será um governo de continuidade em aspectos estruturais o que é plenamente razoável, haja vista cada gestor ter sua filosofia própria de governabilidade. Observo também um aumento do tamanho da máquina pública o que nos sugere um governo socialista…”

 

Como o senhor avalia seu início de legislatura?

VEREADOR: “Sem muitas novidades no campo da representatividade. A população avalia de forma errônea o papel do vereador. E até nós mesmos, temos uma concepção errada de nossa função. O vereador de oposição praticamente é para ser contra tudo que o gestor faz, seja uma boa ação ou uma má ação. Já o vereador de situação não pode questionar nada, por conta de um emprego ou de um favor tem que aplaudir todos os atos do governo se questionar um “a” está contra rsrsrs”.

 

Qual seria o vereador ideal para a população?

VEREADOR: “O vereador independente. O melhor é ser independente. Ter a liberdade de dialogar com o gestor, com os secretários e com a população de forma livre, imparcial, independente. O vereador independente tem plenas condições de submeter os atos públicos a um exame com total imparcialidade, coisa impossível para um vereador de oposição ou para um vereador de situação. São justamente estes pontos positivos que estou discutindo com minha base para que eu decida seguir este caminho”.

Vereador, o senhor seguindo independente perderia os cargos na gestão?

VEREADOR: “Isso é uma lenda, um mito que pretendo desmistificar tão logo eu tenha oportunidade. As vagas de emprego no setor público são indisponíveis, são públicas e não tem dono, isso se deve ao sagrado princípio da indisponibilidade da coisa pública, ou  seja, as vagas de emprego no Estado por exemplo não pertence ao governador, por isso a necessidade de concurso público, a exceção são os cargos em comissão onde 40% pode ser livremente indicados pelo gestor, governo…etc”.

Senhor é filiado ao SD partido que agrupa dois vereadores e o prefeito do município de Ubaíra, seguindo independente o senhor sai do partido?

VEREADOR: “Sim. Independentemente de qualquer coisa, sairei do partido tão logo a justiça permita”.

O senhor falou há alguns meses atrás que não disputaria outra eleição, continua com esta convicção?

VEREDAOR: “Sim, mantenho firme esta proposta, certamente irei apoiar a candidatura de outros companheiros. Sou contra a perpetuação no poder. Inclusive já judicializei meu retorno às fileiras da Polícia Militar da Bahia”.

Vereador qual sua atual pauta de reivindicação ao gestor municipal?

VEREADOR: “Várias. As principais são, por exemplo, políticas públicas de enfrentamento a pobreza, melhorias habitacionais, segurança pública, melhorias em estradas, dentre tantas outras…”

O senhor em algum momento cogita disputar uma eleição ao cargo de prefeito?

VEREADOR: “Não. Mas se um dia eu enfrentar as urnas, será este o propósito”.

 

Etiquetas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar