BrasilCidadesGeral

TRE suspende intervenção de Roberto Jefferson no PTB da Bahia e partido mantém apoio a Bruno Reis

O Tribunal Regional Eleitoral (TRE) acatou o pedido do ex-deputado e presidente estadual do PTB, Benito Gama, e suspendeu o ato do líder nacional da sigla, Roberto Jefferson, que tinha ordenado a dissolução do diretório na Bahia.

Benito Gama alegou que o ato havia sido autorizado pelo próprio Roberto Jefferson, que recentemente fez duras críticas a ACM Neto, presidente nacional do DEM e prefeito de Salvador, e chegou a anular a convenção que selou o apoio da legenda.

Em noite agitada nos bastidores políticos nesta sexta-feira (18), circulou a informação de que o candidato bolsonarista Cezar Leite (PRTB) poderia assumir o comando do partido, como uma condição imposta para a coligação das duas siglas na cidade.

Com a decisão do juiz José Batista Santana Júnior, o PTB baiano mantém as convenções e a coligação com a chapa formada por Bruno Reis (DEM) e Ana Paula Matos, assim como os vereadore na capital baiana e no interior.

Benito afirmou que a rusga de Roberto Jefferson se resume a uma questão municipal, apesar da evidente aproximação do DEM e do PDT nacionalmente. 

No ano passado, após perder a reeleição na Câmara, o presidente estadual do PTB foi nomeado como secretário parlamentar no Senado, presidido por Davi Alcolumbre, do DEM. 

Em junho, Benito garantiu que a nomeação não fez parte de uma negociação e que não seria obrigado a apoiar uma eventual candidatura de DEM à prefeitura de Salvador.

Bnews

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar