Cotidiano

Trabalho de Pazuello é quase unanimidade entre secretários de Saúde

O ministro interino da Saúde, o general Eduardo Pazuello, goza de apoio quase unânime entre os secretários estaduais da área. De acordo com levantamento realizado pela coluna Painel, do jornal Folha de São Paulo, 17 dos 27 secretários de Saúde do Brasil declararam  o trabalho do general. Os demais não foram encontrados ou não responderam.

Fábio Vilas-Boas, titular da Secretaria Estadual de Saúde (Sesab) foi um dos que, consultados pela publicação, elogiaram o trabalho de Pazuello. O vice-presidente Hamilton Mourão disse que o general deve ser trocado em agosto.

“É uma pessoa cordial, mostrou-se interessado em ouvir e resolver. A equipe que aí está hoje tem uma missão bem definida. Em meio à crise, ninguém irá formular políticas de saúde nem reinventar a roda. São gestores adequados para o momento”, avaliou Vilas-Boas.

Além do baiano, representantes de Rio Grande do Norte, Mato Grosso do Sul, Maranhão, Distrito Federal, Espírito Santo, SP, Ceará, Tocantins, Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Paraíba, Alagoas, Pernambuco, Goiás, Pará e Acre elogiaram o interino.

Alguns secretários salientam, contudo, que Pazuello só pode ser elogiado por seu trabalho na crise. É o caso do secretário cearense, Carlos Martins. “Precisamos começar a pensar num projeto de saúde para o país. Não vejo um projeto estruturado. Para além de nomes, o que interessa é um projeto”, ponderou.

Bnews

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo