Slide

'The Guardian' sugere saída de Dilma por risco de intervenção militar

DILMA - CABECA BAIXANeste domingo (20), o editorial do jornal britânico “The Observer”, edição de domingo do “The Guardian”, cita a crise política brasileira e defende a saída da presidente Dilma Rousseff e a convocação de novas eleições no país.

“Uma preocupação óbvia é que esses protestos [pró e contra o governo], se perderem o controle, possam degenerar em violência generalizada, levando ao risco de intervenção militar”, diz o texto.

 
Segundo informações da Folha de S.Paulo, o editorial do jornal britânico ainda revela a fragilidade da democracia brasileira, restabelecida em 1985.
Leia mais
Indicado por Petkovic, Marcos Assunção é o novo reforço do Sampaio Corrêa
Impeachment da Dilma poderá ser votado no dia 14 de abril
Santo Antônio de Jesus promove concurso para eleger ‘música-tema’ do São João
“Ainda não é uma planta tão robusta que não possa ser desenraizada de novo por uma combinação de fracasso político e emergência econômica generalizados”.
De acordo com a publicação, outro jornal que publicou um duro editorial à política brasileira foi o norte-americano “The New York Times”.
Na edição de sexta-feira (18), o jornal afirma que a nomeação de Lula para a chefia da Casa Civil de Dilma Rousseff foi uma “luta por sobrevivência política”, classificando a explicação da presidente como “ridícula”.
Noticias ao Minuto
 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo