Cotidiano

Temporal marca desfile de primeiras escolas de samba do grupo especial na Sapucaí

DESFILE SAPUCAIOs primeiros desfiles do Grupo Especial das escolas de samba do Rio de Janeiro teve chuva intensa. As precipitações duraram pelo menos três horas e alagou a Marquês de Sapucaí. De acordo com a Agência Brasil, a escola que enfrentou a parte mais intensa do temporal, primeira a entrar na avenida, foi a Unidos do Viradouro. A agremiação exaltou as contribuições dos negros à história brasileira, com destaque para personalidades ilustres como o escritor Machado de Assis. Logo no início, houve alvoroço com a presença dos tenistas Gustavo Kuerten e Rafael Nadal, e o desfile foi aberto com um grande baobá, árvore-símbolo da África, em uma comissão de frente que contou também com a atriz Juliana Paes. O samba-enredo da escola foi inspirado em duas músicas do compositor Luiz Carlos da Vila, um dos grandes homenageados do desfile, que pediu igualdade de oportunidades para negros e brancos em uma carta lida pelo ator Lázaro Ramos: “Esse é o sonho de um Brasil mais justo”, dizia um trecho do manifesto. A carta ainda lembrava homens e mulheres negros de diversas gerações, como Clara Nunes, Nelson Mandela e Joaquim Barbosa.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo