Bahia

TCM rejeita contas da prefeitura de Itaquara relativas a 2018

As contas do prefeito de Itaquara, Marco Aurélio Wanderley Cruz Costa, referentes a 2018 foram rejeitadas pelo Tribunal de Contas dos Municípios (TCM). Em sessão online nesta quinta-feira (16), o relator do processo, conselheiro substituto Cláudio Ventin,propôs o envio do caso para o Ministério Público do Estado, por identificar evidências de crime de improbidade.

O gestor foi multado em R$ 60 mil. A primeira penalidade, de R$50.400,00 – equivalente a 30% dos subsídios anuais –, refere-se à não recondução da folha de pessoal aos limites da Lei de Responsabilidade Fiscal. Cruz também foi apenado em R$ 10 mil por irregularidades diversas apontadas em relatório do corpo técnico da corte de contas.

Um dos motivos para a rejeição das contas foi a ausência de comprovação da execução dos serviços contratados por meio da Cooperativa de Trabalho – COOPS. De acordo com a Inspetoria Regional de Controle Externo, a documentação juntada aos processos de pagamento não permite verificar de que forma os profissionais de saúde realizaram suas atividades no município. Cabe recurso da decisão do TCM.

Bahia.ba

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar