Cidades

STF terá de analisar afastamento de Cunha em caso de impedimento de Dilma, diz Mendes

GILMAR MENDES - COLETIVAO Supremo Tribunal Federal (STF) precisará analisar a plausibilidade do afastamento do presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB), de acordo com o ministro do STF, Gilmar Mendes.

Em entrevista ao Estadão, mendes afirmou que o afastamento de Cunha deve acontecer se a presidente do país, Dilma Rousseff, for afastada do cargo.

Leia mais

Carros batem, pegam fogo e seis pessoas ficam feridas na BR-407

Com Barcelona em crise, Neymar pode estar mais próximo do Real Madrid

Caminhoneiro de Vitória da Conquista morre em acidente na BR-415

Gilmar também mencionou esta hipótese na segunda-feira, em entrevista ao programa Roda Viva, da TV Cultura. “O que eu disse foi a questão da possibilidade de Cunha assumir ou não em substituição”, explicou. “Se for controvertido, (o caso) vai acabar chegando aqui (ao STF).

”A Constituição fala que o presidente da República ficará suspenso de suas funções quando o Senado receber denúncia sobre crimes de responsabilidade ou quando o STF receber denúncia sobre infrações penais comuns. “Teria que saber se isso seria aplicado e como seria a eventual substituição”, disse o ministro.

BN

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar