Cotidiano

STF autoriza incluir citações de Delcídio a Lula, Dilma, Temer e gestão de FHC no petrolão

TEORI ZAVASCKO principal inquérito da Operação Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF) terá a delação do senador Delcídio do Amaral (sem partido-MS) que cita a presidente Dilma Rousseff, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o vice-presidente da República, Michel Temer, juntada como documento válido.

O ministro Teori Zavascki autorizou a inclusão após solicitação da procuradoria-geral da República e não significa que os três sejam formalmente investigados pelo STF, segundo a Folha de S. Paulo.

Leia mais

Líder do governo, deputado Sílvio Costa é visto chorando no Congresso Nacional

‘Totalmente Demais’: Carolina não pode engravidar e vai adotar criança

Dilma viaja para NY e Temer assumirá a presidência

Neste processo são citados 70 políticos que teriam atuado no esquema de desvios de recursos da Petrobras. No pedido, o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, citou revelações de Delcídio sobre o envolvimento de pessoas do PT e do PMDB.

Janot pediu a inclusão do segundo depoimento do senador, que cita as nomeações de Nestor Cerveró, avalizada por Lula e Dilma, e de João Henriques e Jorge Zelada, por Temer, para diretorias da Petrobras. O documento de Delcídio juntado ao processo cita ainda um caso de corrupção durante a gestão de Fernando Henrique Cardoso (1995-2002) na petrolífera.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo