Bahia

Solução natural para gestão da água é usada com sucesso pela Codevasf no semiárido baiano

O uso de soluções baseadas na natureza para uma melhor gestão da água tem sido aplicado com sucesso no semiárido pela Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e Parnaíba (Codevasf). Um exemplo bem-sucedido dessa iniciativa é a implantação de bacias de captação no rio Salitre, em Juazeiro (BA), onde a empresa investiu cerca de R$ 424,4 mil. Desde 2008, a Companhia usa esse tipo de solução para promover a revitalização hidroambiental das bacias hidrográficas nas áreas onde atua. O trabalho tem como ponto de partida o Plano de Preservação e Recuperação de Nascentes da Bacia do rio São Francisco realizado pela empresa e que direciona s ações.

“Nosso portfólio de ações em revitalização é amplo e, sobretudo, eficaz. É um   investimento importante no futuro, na melhoria da qualidade e na quantidade de água das bacias onde atuamos. Isso traz um grande ganho para a natureza e para os cidadãos”, afirma Fábio Miranda, diretor da Área de Revitalização das Bacias Hidrográficas da Codevasf.

A implantação de bacias de captação, também chamadas barraginhas, é uma das ações baseadas na natureza que tem apresentado grande eficácia na gestão hídrica, ajudando a conter as enxurradas e evitando o carreamento de sedimentos para o leito dos rios. Quando o sedimento segue sem barreiras de contenção pode causar assoreamento e diminuir a quantidade e a qualidade da água.

A 6ª Superintendência Regional da Codevasf, em Juazeiro (BA), é responsável pela implementação das ações de revitalização da bacia do São Francisco em dois municípios: Campo Formoso, nascente do Pacuí, e Juazeiro, nascente Cachoeira do Salitre. Além da proteção das nascentes, estão sendo executadas 384 barraginhas de captação de água de chuva.

Segundo o superintendente regional da Codevasf em Juazeiro, Elmo Nascimento, os investimentos da Codevasf na revitalização do Pacuí e Salitre são fundamentais para a manutenção não apenas dos rios, mas das espécies que vivem na Caatinga. “Ficamos felizes que o governo federal, por meio da Codevasf, está dando atenção a ações como essas. No médio e longo prazos, esses investimentos serão fundamentais para manter vivos os rios e os ecossistemas da região”, reforça Nascimento.

Dentro da mesma linha de ação, a Codevasf promove a proteção de nascentes e a recuperação de ravinas e voçorocas. Tudo isso aumenta a recarga hídrica de aquíferos e lençóis freáticos que abastecem as nascentes, promovendo a revitalização de áreas importantes para o abastecimento de água de melhor qualidade para os cidadãos, bem como para a dessedentação animal.

Ações em convergência com o que o relatório da UNESCO

Em 2018, durante a realização do Fórum Mundial da Água, em Brasília, a Organização das Nações Unidas (ONU) lançou seu relatório mundial recomendando o uso das NBS – nature based solutions, ou soluções baseadas na natureza. O relatório salientou que, apesar do uso da infraestrutura cinza, ou seja, aquela construída pelo homem, ainda ser uma preferência, as NBS, podem ser muito eficientes e ter melhor custo benefício. 

Na época, o diretor do Programa Mundial de Avaliação dos Recursos Hídricos da UNESCO (WWAP,sigla em inglês), Stefan Uhlenbrook afirmou: “as soluções baseadas na natureza não foram muito adotadas porque são consideradas complicadas e caras. Mas é o contrário: as soluções baseadas na natureza podem ter melhor custo benefício do que as infraestruturas tradicionais construídas pelos seres humanos”. 

Desde 2008, a Codevasf realiza ações para conter processos erosivos, muitas delas, seguindo o princípio de mimetização de soluções naturais, como é o caso da construção das barraginhas. O sucesso dessas ações e a expertise para realiza-las está demonstrado no portfólio de ações em revitalização de bacias que a empresa formou ao longo de anos de atuação, como o exemplo das ações acima no semiárido baiano.

Com informações: https://nacoesunidas.org/relatorio-da-unesco-indica-solucoes-baseadas-na-natureza-para-uma-melhor-gestao-da-agua/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo