Entretenimento

Solange Almeida critica preocupação de artistas com visualizações: Meus números são reais

A cantora Solange Almeida, a terceira atração do São João da Bahia nesta quinta-feira (30), falou durante conversa com a imprensa sobre a saudade dos palcos, a influência da internet e criticou a “rapidez” em relação ao consumo de música. Segundo ela, têm artistas que se preocupam em lançar uma música atrás da outra preocupado apenas com a quantidade de visualizações.

“Eu tenho saudade dessa época do disco físico, do consumo da música, de ser lento… Hoje as coisas são muito atropeladas, você tem que lançar uma musica a cada 15 dias praticamente, e isso demanda muita grana, o que, é claro, fica mais fácil para grandes artistas. Aí você [cantor menos conhecido] fica numa onda de querer acompanhar. Eu não fico nessa onda de fulano tem 50 milhões de visualizações. Os meus números são reais. Não fico naquela coisa de querer mostrar que tenho milhões sem eu ter, para mostrar uma coisa que não é a minha”

A artista disse ainda que sente saudade de quando uma música durava mais tempo nos repertórios e sinalizou que, apesar do imediatismo da internet, ela abriu portas.

“Então assim, eu sinto saudade de quando a gente lançava um disco e trabalhava o disco o ano inteiro. Hoje as coisas são consumidas de forma rápida, algumas até meteórica. Você ouve algo hoje e daqui a dois meses não ouve mais. Mas ao mesmo tempo a internet abriu outros caminhos. Pessoas que não eram conhecidas ficaram conhecidas, abriu portas, pessoas passaram a ter uma renda também. Então a internet teve sua importância”, frisou.

Saudade dos palcos

Solange Almeida comentou ainda sobre a saudade e o desafio de retornar aos palcos, sobretudo no São João, que, segundo ela, é uma das festas mais importantes.

“Quem me conhece abe da importância que o São João tem na minha vida. São João para mim sempre foi uma festa e celebração mais importante, até mais que o Natal. Minha família sempre teve muitos parentes, então assim, quem era da capital ia para o interior… É uma festa muito afetiva na minha família, sempre foi, e eu tento passar isso para meus filhos. Por isso, voltar nessa época é muito importante, embora a gente ainda precise ter cuidado com tudo, afinal, o problema ainda não foi resolvido”, esclareceu a cantora.

Ela disse ainda que “voltar aos palcos tem sido um desafio para mim, porque foram dois anos como mãe, mulher, sem me maquiar todos os dias, que é uma coisa que eu detesto, Tem sido desafiador, mas ao mesmo tempo tem sido de uma alegria sem tamanho. Porque eu vejo nos olhos os fãs, vejo o amor, o carinho, a saudade deles… É um misto de sentimentos. É um misto de amor e saudade de casa.. Mas tem sido compensado”.

Bahia.ba

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo