Cotidiano

Sob suspeita de corrupção, árbitro paraguaio da Fifa é afastado

CARLOS AMARILLAO árbitro paraguaio Carlos Amarilla e o assistente Rodney Aquino foram suspensos ontem pela Associação Paraguaia de Futebol (APF) após um programa de televisão da Argentina divulgar um áudio que colocou em suspeita a atuação de ambos no jogo entre Corinthians e Boca Juniors pela oitava da Libertadores de 2013.

A gravação é de uma conversa entre o ex-presidente da Associação Argentina de Futebol, Júlio Grondona, morto em 2014, e Abel Gnecco, representante argentino no comitê de árbitros da Conmebol e se dá dois dias depois do Boca eliminar o Corinthians em pleno Pacaembu, com um empate em 1×1.

A partida de ida havia sido 1×0 para os argentinos. “Saiu bem ao fim, ninguém queria esse louco de m… e o maior reforço que o Boca teve no último ano foi o Amarilla”, disse Grondona em dado momento da conversa. O caso está sendo investigado pela Justiça argentina. No jogo, o Corinthians teve dois gols anulados e um pênalti não assinalado pelo árbitro. “Vamos tirar essa história a limpo.

O Corinthians não vai deixar de lado uma situação tão séria e importante”, afirmou ontem Edu Gaspar, gerente de futebol do clube paulista. “ Vamos estar muito atentos ao ocorrido e vamos estar a disposição.

Foi muita estranha a arbitragem. Me causou um constrangimento ver o que aconteceu”, completou. Amarilla, que é árbitro da Fifa e ficará suspenso pela APF até que as investigações sejam concluídas, se defendeu das acusações. “Fiquei surpreso com a notícia. Mas quem não deve não teme. Somos seres humanos e cometemos erros. Teve um erro do assistente e um erro meu”, disse à rádio 970AM, do Paraguai.

Venda – Além da polêmica com Amarilla, Grondona também foi acusado por Diego Maradona de vender a final da Copa do Mundo de 1990, em que a Argentina perdeu para a Alemanha por 1×0, gol fruto de um pênalti polêmico. “Grondona me disse ‘até aqui chegamos’ e que estávamos entregues”, garantiu o ex-meia. (Correio)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo