Cotidiano

Sob risco de perder cargo, prefeito de Jequié exonera sete profissionais de Saúde em meio à pandemia

Em meio a batalhas contra o coronavírus e na Justiça para se manter no posto, o prefeito de Jequié, Sérgio da Gameleira (PSB), exonerou ao menos sete pessoas que ocupavam cargos comissionados na área da Saúde. Decretos publicados no Diário Oficial do Município em 22 de junho mostram que funções como gerência de enfermaria, coordenação de Unidade Básica de Saúde e auditoria estão sem titulares, após decisão do gestor.

Gameleira havia indicado não realizar mudanças em equipes da linha de frente do combate à pandemia na cidade localizada no sudoeste baiano. “Ele disse que o grupo estava formado para o combate à covid-19. Por que tirou agora? Só o prefeito que não podia sair?”, questionou a fonte, em referência ao processo de impeachment ao qual o gestor foi submetido, mas que está suspenso por determinação judicial.

De acordo com o último boletim divulgado nesta quinta-feira (25) pela secretaria municipal de Saúde, Jequié tem 808 casos confirmados de coronavírus e 30 mortes. A cidade ocupa a oitava posição no ranking dos municípios com mais casos confirmados na Bahia, segundo a Secretaria Estadual de Saúde (Sesab).

A assessoria de comunicação da prefeitura informou que “as mudanças são no sentido de melhorar a operacionalização dos serviços de saúde”. “Alguns (comissionados) sairiam e outros profissionais assumiriam, não deixando espaços vagos no atendimento dos serviços de saúde e nem causando prejuízos ao andamento do trabalho nos postos e unidades de saúde”. Segundo assessoria, ainda não há informações sobre as nomeações que devem ser feitas para os cargos em aberto na secretaria municipal de Saúde.

Foram exonerados:
– Laís Souza da Silva, gerente odontológica da Estratégia de Saúde da Família;
– Rubens Carozo Souza Neto, gerente enfermeiro PSF;
– Dilza Santos Duarte, enfermeira auditora;
– Juliana Moreira Rocha, coordenadora UBS Almerinda Lomanto;
– Lucas Barbosa Brito, assistente técnico;
– Priscila Magno Silva e Silva, gerente odontológica da Estratégia de Saúde da Família;
– Sissa Melo Barbosa Lemos, gerente odontológica de PSF.

Bnews

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo