Cidades

Sindicato denuncia fechamento de leitos e demissões no Hospital Roberto Santos; Sesab nega

163246A Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) negou a informação de que dois leitos da UTI do Hospital Geral Roberto Santos (HGRS) teriam sido fechadas. A denúncia foi feita pelo Sindicato dos Médicos (Sindimed) nesta quinta-feira (16). Segundo informações do Sindimed, o fechamento dos leitos teriam sido feito em decorrência do corte de gastos da nova gestão do hospital. Ainda no início do ano passado, o Sindimed denunciou o bloqueio de leitos por falta de profissionais de enfermagem. A Sesab, por sua vez, afirmou que, “apesar dos recursos limitados”, foram reabertos mais duas vagas na UTI, subindo de 18 para 20 leitos. A secretaria disse ainda que “duas outras vagas serão abertas na UTI Cirúrgica que sairá de 8 para 10 leitos”. No início do mês de abril, o Governo do estado teria contratado cerca de 60 enfermeiros e 200 técnicos para abrir mais leitos no Hospital Geral Roberto Santos (HGRS). Segundo informações do Sindimed, mesmo com a contratação, a direção do hospital abriu somente dois dos quatro leitos bloqueados. O SindiMed afirma que o motivo da não reabertura foi divulgado no último dia 15. “Os dois leitos restantes foram desativados definitivamente e um terço dos médicos plantonistas estão demitidos a partir de 1 de maio. Como compensação os profissionais que ficarem terão um reajuste de 25%”, disse o SindiMed em nota. “Reduzir o número de plantonistas significa diminuir a qualidade do atendimento com prejuízos para os profissionais e pacientes. Neste momento, é mais importante as condições de trabalho do que a questão financeira”, disse Luiz Américo, vice-presidente do Sindimed e plantonista da UTI do hospital.
VEJA TAMBÉM
Hospital é esvaziado e interditado por conta de chulé de paciente
Traficante custodiado foge do Hospital Salvador; SSP investiga cirurgias clandestinas
Carro tomado de assalto no Povoado do Capão em Laje é recuperado pela PM em frente a hospital de Valença.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo