Cidades

Simõesfilhense morre após 77 dias internado no HGE, Aldo foi vitima de tiro

A população do município de Simões Filho, na região Metropolitana de Salvador recebeu a notícia da morte de Adroaldo Souza Santos, 42 anos, com muita tristeza – a cidade está em luto. Aldo estava internado desde o dia 20 de janeiro na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), do Hospital Geral do Estado (HGE), em Salvador, após ter sido baleado na cabeça durante uma tentativa de assalto, na Praça da Bandeira, seu local de trabalho. Aldo ficou 77 dias lutando contra a morte.

O Simõesfilhense chegou a apresentar melhoras no inicio do mês de março, mas por volta das 19h50 desta quinta-feira (6/4), após contrair uma grave bactéria, não resistiu e faleceu.

Um amigo de Aldo desabafou no perfil do comerciante no Facebook: “Não tenho como não deixar aqui minha indignação com a falta de segurança e principalmente de justiça, de correção e punição em nosso país, “brasil”!! Isso mesmo “brasil” espero que um dia possamos chama-lo de Brasil. Por fim, aproveito para dizer o meu DANE-SE a você que defende vagabundos, miseráveis de alma suja, que matam mais que pessoas, matam sonhos, planos, projetos e destrói famílias”, desabafou.

Adroaldo Souza Santos, 42 anos, era morador da Avenida Paulo Souto. O comerciante era casado e deixa dois filhos – uma menina de 10 e um adolescente de 13 anos. Segundo a família, Aldo era comerciante há mais de 15 anos e vendia lanches e caldo de cana. As informações são do Simões Filho Online.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo