Cidades

Sesab emite alerta sobre doença misteriosa: transmissão pode ocorrer através de contato

Pesquisadores suspeitam que consumo de peixe pode estar relacionado com a doença.

A doença misteriosa que atingiu pelo menos 10 baianos nas últimas 24 horas tem deixado não só a população preocupada, mas também as autoridades. A Diretoria de Vigilância Epidemiológica da Secretaria de Saúde do estado da Bahia (Sesab) emitiu um comunicado de alerta às unidades de saúde de Salvador. A Sesab trata a doença como uma possível variante de mialgia epidêmica.
Segundo a secretaria, os atingidos pela doença apresentaram “quadro clínico caracterizado por início súbito de fortes dores em região cervical, região do trapézio, seguido por dores musculares intensas nos braços, dorso, coxas e panturrilhas”.
“A doença apresentou rápida disseminação entre os familiares, o que sugere que a transmissão ocorra através de contato ou gotículas”, diz o comunicado, que destaca “recomendações de condutas e orientações para as equipes de saúde hospitalares e de emergência da capital, objetivando elucidar o evento, verificar ocorrência de outros casos, investigar em tempo oportuno e adotar medidas cabíveis”.
A Sesab ainda pede para ser notificada quando os sinais e sintomas citados acima forem apresentados por algum paciente.
“A doença não possui tratamento específico. Na ocorrência de casos suspeitos, recomenda-se exame para dosagem de creatinofosfoquinase (CPK) ou TGO para observação do aumento das enzimas musculares. Observar a cor da urina (escura) como sinal de alerta e o desenvolvimento de rabdomiólise, pois neste caso, o paciente deve ser rapidamente hidratado durante 48 ou 72 horas, além de não ser indicado o uso de antiinflamatórios e ácido acetil salicílico (AAS)”, completa a nota. Varela Notícias.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo