MutuípeSlide

Servidor questiona eleição da nova diretoria do Sindvale

Presidente rebateu, mas voltou a ser questionado por outros servidores.

O servidor do município de Mutuípe, Antônio Santiago Costa, conhecido como Antônio Gago, questionou na tarde desta quinta-feira (22), a eleição da nova diretória do SINDVALE SINDICATO INTERMUNICIPAL DOS SERVIDORES PÚBLICOS DO VALE DO JIQUIRIÇA.

“… a gente gostaria de saber, qual foi o motivo, que houve uma eleição no escuro, para os servidores, que é sindicalizados num sindicato que não foi colocado um carro de som na rua para fazer a divulgação para a gente ir lá votar…” Questionou Gago, ele argumentou ainda que a eleição não teve legitimidade e criticou o fato do atual presidente, segundo ele, ameaçar servidores de processo.

Em seguida o senhor Arnaldo, presidente da entidade também ligou para a emissora de rádio Interativa e rebateu a fala de Gago, segundo ele o edital de convocação para eleição foi publicado num grande jornal de circulação na Bahia e em todos os sites da região. OBS. [o site de notícias Mídia Bahia, não recebeu relise com editar para ser publicado].

Nossos editais foram todos públicos, inclusive entregue em todos os onze municípios bases, que sempre foi dessa forma que esse sindicato sempre agiu em todos os processos eleitorais, se você requisitar, ou ele mesmo requisitar, aos onze municípios e é isso que o Ministério do Trabalho, ao qual nós temos, a carta sindical, e que inclusive já teve, nós tivemos a homologação, do nosso processo eleitoral, e já com uma nova carta sindical da nova diretoria, que já está em mãos do nosso sindicato, deu a legitimidade, do Ministério do Trabalho, dentro do nosso processo. Portanto foi feitos os editais dentro dos rigores da lei, foi feito uma publicação no Correio da Bahia, como determina o Ministério do Trabalho e Emprego, na sua publicação, tem que ser um jornal de grande circulação do estado da Bahia, o nosso edital está lá no nosso site do Sindivale, publicado “derna” [desde], do período de março, se você pegar ai no face do sindicato tá lá, na minha página na internet, que eu tenho quase 3 mil seguidores, no qual mais de 2 mil são servidores públicos, também publicamos o nosso edital, informando a data, o dia, o horário, inclusive tivemos aqui representante da federação, dos trabalhadores, do servidores públicos do estado da Bahia, o presidente, esteve no nosso processo, com mais dois presidentes de dois sindicatos grandes, que também foram acompanhar o nosso processo, Ednei Sousa, do município de canudos e o outro de município de Tobias Barreto…” Arnanldo argumentou ainda que o Ministério do Trabalho não exige que nenhum sindicato coloque carro de som

O servidor Fábio ]Fábio da Ambulância], disse que vice-presidente, tomou como surpresa a eleição e que segundo ele foi feita as escuras: “quando fui questionar o presidente do Sindivale, o senhor Arnaldo, ele me disse que tinha havido essa eleição e que não tinha chapa para concorrer e que ele era novamente presidente, eu questionei, mais Arnaldo como e que teve essa eleição, mas aqui ninguém ficou sabendo, botou no Correio da Bahia, ninguém aqui tem o costume de ficar olhando o Correio da Bahia…, eu tive até no Sindivale há pouco dias, segundo umas contas que eu vi publicada no mural, o Sindvale hoje recebe por volta de R$ 29 mil, e tá se gastando vinte e sete mil e pouco, não tem nem dinheiro aplicado na Caixa Econômica, não tem nada, as pessoas precisam mais estar inteirada, no que está acontecendo no Sindvale, porque pelo que eu tô vendo as finanças do Sindivale não vão bem…”

Uma terceira participação, que disse ser servidora, mas sem identificar-se no ar, também criticou o fato do presidente não ter publicitado mais a eleição da nova diretoria.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar