Cotidiano

Senha de Olimpio foi utilizada para registrar emendas com senador já intubado, diz revista

A senha de acesso do senador Major Olimpio (PSL-SP) foi utilizada enquanto o parlamentar estava intubado com covid-19 para proposta da qual ele se posicionava de forma contrária. As informações são da revista Crusoé.

De acordo com a reportagem, sete emendas em nome do senador – que teve morte cerebral divulgada nesta quinta-feira (18) após diagnóstico de covid-19 – foram registradas ao projeto de Lei 4.199/2020, que cria o Programa de Estímulo ao Transporte por Cabotagem, conhecido como “BR do Mar”.

A proposta trata da navegação de cabotagem, que é realizada entre portos marítimos, com o trânsito próximo à costa. Segundo o Ministério da Infraestrutura, a iniciativa reduz custos do transporte e aumenta a competitividade do país. Uma das fontes de resistência são os caminhoneiros, que temem perder demanda por frete.

“Ninguém quer fugir da discussão, mas tem que ser com equilíbrio. Duas das três empresas que vão operar são estrangeiras, eu sei que tem muita grana e muito interesse político envolvido nisso daí. Pelo amor de Deus, vamos arrebentar mais ainda os injustiçados caminhoneiros”, diz Major Olimpio, em um vídeo com pedidos para que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) retire de tramitação a proposta.

Ainda segundo a publicação, no Senado, é comum assessores terem acesso às senhas dos parlamentares para registrar projetos de lei e emendas em nome dos chefes. As circunstâncias do protocolo das emendas no PL da BR do Mar, entretanto, são  estranhas justamente porque as propostas se chocam com o que o próprio senador defendia.

Bnews

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo