CidadesGeralPolítica

Senador sobe o tom em crítica a Bolsonaro: “quando aciona a boca não liga o cérebro”

O senador Kajuru (Cida-GO), um dos políticos eleitos na onda Bolsonaro em 2018, manifestou duras críticas quanto à competência intelectual do presidente da República. A posição dele foi externada numa reunião virtual em que o partido Cidadania decidiu assumir postura de oposição ao Planalto por descordar da maneira como o governo federal tem tratado a crise do novo coronavírus. 

“Bolsonaro quando aciona a boca não liga o cérebro. Às vezes nem tem”, afirmou Kajuru.

Conforme informações da coluna Radar, de Veja.com, o presidente nacional da sigla, Roberto Freire, deliberou atuar de forma independente nas votações no Congresso Nacional, mantendo o compromisso de aprovar matérias que julgar importantes para o país.

Freire ponderou, porém, sobre o tom que o Cidadania usará a partir de agora. 

“Fica claro que somos oposição a posição anacrônica e reacionária do Bolsonaro e seus desatinos. Apoiar o Mandetta não é apoiar o governo Bolsonaro. O Mandetta é oposição a esse governo Bolsonaro, que se posiciona contra a ciência”.

O ex-senador Cristovam Buarque também criticou a conduta do presidente Jair Bolsonaro, a quem chamou de “louco” e “sectário”.

Bnews

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar