Slide

Sem Kadafi, líbios vão às urnas pela primeira vez desde 1954

Trípoli está empobrecida, Benghazi, insatisfeita e no Saara os conflitos armados e sangrentos ainda não cessaram. Os problemas econômicos, de segurança e de gestão na Líbia pós-Muamar Kadafi são enormes. Mesmo assim, é com orgulho que a população do país vai às urnas neste sábado, 7, pela primeira vez em 58 anos. Entusiasmados e curiosos com a perspectiva de democracia, 80% dos cidadãos aptos a votar estão inscritos para a eleição legislativa de hoje, que definirá o primeiro governo eleito e uma inédita Assembleia Constituinte.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo