Cidades

Seguro-desemprego é reajustado em mais de 11%

 
CARTEIRA DE TRABALHOAs parcelas do seguro-desemprego foram reajustadas em 11,28%, e os novos valores começam a ser pagos já em janeiro a milhares de pessoas.
 
O benefício assegura ao trabalhador que perdeu o emprego uma renda mínima por período entre três e cinco meses. Com isso, a parcela mínima do seguro-desemprego será de R$ 880 seguindo o reajuste do salário mínimo para 2016. Já a parcela máxima passa de R$ 1.385,91 em vigor em 2015 para R$ 1.542,24 este ano.
 
O reajuste considerou a inflação de 2015 medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC). Os valores a serem pagos são calculados com base em uma fórmula que considera os três últimos salários recebidos pelo trabalhador, e é sobre essa média que é aplicado o reajuste.
 
Neste ano, o seguro-desemprego deve movimentar R$ 34,7 bilhões em valores a serem transferidos a cerca de 7 milhões de trabalhadores em todo o País, conforme estimativa do Ministério do Trabalho e Previdência Social (MTPS).
 
Veja também
Economistas acreditam que desemprego em 2016 será pior do que no ano passado
PT pressiona governo a defender emprego e criar impostos para ricos
Desempregado consegue emprego após exibir cartaz de ajuda em rodovias baianas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo