BrasilCidadesGeral

Se Governo Federal trabalhasse com governadores e prefeitos, isolamento já teria acabado, avalia ACM Neto

O prefeito ACM Neto reconheceu que a falta de alinhamento do Governo Federal com estados e municípios dificultou o combate à Covid-19 no país.

Em entrevista ao GloboNews nesta quarta-feira (10), o líder nacional do DEM avaliou que caso houvesse uma união desde o início da pandemia, os dados relativos à doença seriam “muito melhores” e até as medidas de isolamento social já poderiam ter sido suspensas.

“É impossível deixar de reconhecer que, exatamente esta falta de articulação do Governo Federal com estados e municípios, desde o início da pandemia, nos fez ter resultados ruins no Brasil. Caso contrário, os números hoje seria muito melhores ou até inclusive já estaríamos discutindo a retomada das atividades com mairo consistência”, analisa.

Neto explica que posicionamentos distindos do presidente geram dúvida nas pessoas e, consquentemente, reduz a adesão ao distanciamento social. O prefeito novamente admitiu que sofre pressão de setores do comércio para liberar as atividades, mas que todas as decisões do município são tomadas com base em critérios técnicos.

“Aqui adotamos medidas que são duras, que claro, tem impacto econômico, ninguém desconsidera isso, ninguém é insensivel ao efeito econômico da pademia, a perda de empregos, perda de vida das pessoas, impacto social gravíssimo. Mas somos obrigados a adotar essas medidas e Salvador continua com grandes restrições. Aqui nao funciona shopping, bar e restaurante, comércio de bairro tem muitas restrições. É claro que sou pressionado, uma pressão legítima de comerciantes, líderes religiosos, mas aqui só tomo decisão técnica com base em critérios científicos””, argumenta.

Bnews

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar