BrasilGeral

Se eleição fosse hoje, Lula venceria Bolsonaro no Ceará

Diante do atual contexto político, a maior parcela da população cearense votaria no ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) se a eleição presidencial de 2022 fosse hoje. O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) ficaria em segundo lugar.

Esse foi o resultado de um levantamento feito pelo instituto Paraná Pesquisas, em 84 cidades cearenses. Os entrevistadores ouviram 1.528 eleitores, a partir dos 16 anos, de sexta (25) a terça-feira (29). A amostra indicou grau de confiança de 95% e margem de erro de 2,5% para os resultados gerais.

No primeiro cenário, Lula sairia na frente, com 45,9% dos votos e Bolsonaro teria 19,4% de apoio. Já Ciro Gomes (PDT), ex-governador do Estado, amargaria na terceira posição, com 13,3% dos votos. Além deles, o senador Tasso Jereissati (PSDB-CE) apareceria com 4,3% das intenções de voto, o apresentador Datena, com 2,6%, o ex-juiz e ex-ministro Sergio Moro, com 2,3%, o ex-ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, com 1%, a senadora Simone Tebet, com 0,2%, e o governador de Minas Gerais, Romeu Zema, com 0,1% das intenções de voto.

Outras 7,5% pessoas votariam branco, nulo ou em nenhum dos possíveis candidatos listados e 3,4% não responderam a questão.

No segundo cenário estimulado, com menos candidatos na disputa, Lula registraria um percentual ainda maior, porém dentro da margem de erro: 47,3%. Bolsonaro e Ciro também tiveram crescimento, com 20,7%e 14%, respectivamente. Jereissati aparece ainda com 4,9% das intenções de voto e Mandetta, com 1,5%.

Neste cenário, 8% das respostas somariam votos brancos, nulos e em nenhum dos nomes citados e 3,5% dos entrevistados não responderam.

O terceiro cenário também não foi muito diferente. Lula dispara na frente, com 46,3% das intenções de voto, e Bolsonaro fica na segunda posição, com 19,5%. Na sequência, Ciro Gomes (14,5%), Datena (2,7%), Sergio Moro (2,6%), o governador de São Paulo, João Doria (1,2%), Mandetta (1,2%), Simone Tebet (0,3%) e Romeu Zema (0,1%).

Já no quarto cenário, com menos candidatos, e Doria no lugar de Jereissati, o resultado seria: Lula (47,8%), Bolsonaro (20,9%), Ciro Gomes (15,4%), Mandetta (1,7%) e Doria (1,6%).

Bahianoticias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo