Esportes

São Paulo é multado pelo TJD em R$ 30 mil por gritos homofóbicos

O Tribunal de Justiça Desportiva (TJD) multou o São Paulo em R$ 30 mil por gritos homofóbicos da torcida durante o clássico contra o Corinthians no último dia 15 de fevereiro, que terminou 0 a 0, no Morumbi, pela sexta rodada do Paulistão. A decisão foi tomada nesta segunda-feira (9).

No início da partida, a torcida são-paulina proferiu gritos de “bicha” nos tiros de meta cobrados pelo goleiro Cássio, do Timão. O árbitro paralisou o jogo e chamou os capitães dos dois times para alertar sobre o fato. Após o ocorrido, os telões do Morumbi avisaram aos torcedores que grito homofóbico é crime. O advogado do Tricolor citou isso na defesa do clube e ainda lembrou as campanhas feitas permanentemente contra esse tipo de preconceito desde 2018. A agremiação paulista vai recorrer da punição para diminuir o valor da multa aplicada.

OUTRAS MULTAS E PUNIÇÕES

O São Paulo também foi multado em mais R$ 2 mil por atrasar o retorno para o segundo tempo do jogo contra o Corinthians. O Timão também cometeu a mesma infração e recebeu a mesma punição.

Além disso, o diretor-executivo de futebol Raí e o superintendente de relações institucionais Lugano, ambos do Tricolor, foram suspensos por 15 dias. Eles foram punidos pelos ataques feitos ao árbitro Douglas Marques das Flores, que apitou o clássico. A dupla se exaltou e fizeram duras cobranças ao juiz, que na visão deles, deixou de marcar um pênalti para a equipe são-paulina. As ofensas foram relatadas na súmula do jogo. Mas a defesa da agremiação vai entrar com um efeito suspensivo para que Raí e Lugano possam ser liberados pelo menos para o compromisso desta quarta (11) contra a LDU, no Morumbi, pela Libertadores.

BN

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo