Esportes

Sampaoli diz ‘erro’ que prejudicou Santos na temporada e abre o jogo sobre sua permanência para 2020

O técnico Jorge Sampaoli falou sobre seu próprio futuro após o jogo contra o Corinthians, encerrado com empate sem gols na tarde de sábado (26 de outubro), pelo Brasileirão. O argentino se disse satisfeito em Santos, mas aparentou certo incômodo pela falta de planejamento sobre 2020 e deixou no ar a possibilidade de sair.

“Na verdade, não conversei com o presidente sobre minha continuidade ou não. O presidente fala que o time no ano que vem tem que ser campeão, mas também fala que precisa diminuir o orçamento, porque o clube vai ter inconvenientes econômicos. Ainda não tenho claro”, disse Sampaoli, em Itaquera.

“Preciso ter claro o que clube quer fazer no próximo ano, o que quer fazer comigo, um planejamento com tempo. Se puder ser útil ao Santos no projeto que vem, estarei. Se não puder ser útil no que o clube quer fazer, não estarei”, esclareceu o treinador.

Jorge Sampaoli assumiu o comando do Santos após uma passagem turbulenta pela seleção argentina, encerrada com a Copa do Mundo da Rússia 2018. Atualmente, o time dirigido pelo treinador estrangeiro tem 52 pontos e figura no terceiro lugar do Campeonato Brasileiro, atrás de Flamengo e Palmeiras.

“Estou encantando com o lugar que tenho e com a cidade. Mas o Santos merece brigar pelo campeonato e, para isso, precisa do planejamento adequado que neste ano não teve. Devemos gerar um projeto promissor e contagiante, com uma ordem adequada”, disse Sampaoli, que ouviu de Paulo Autuori sobre as “dificuldades” esperadas para 2020.

“Tenho contrato por dois anos. Estou a cada partida animado por ver o Santos atuar como fez aqui, com os jogadores que temos. Depois, quando haja alguma reunião sobre o futuro, eu contarei. Mas, até agora, não existe nenhuma reunião comigo do presidente sobre o futuro”, reiterou. Gazeta Press

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo