Cidades

Salvador é um dos principais destinos de turismo religioso do país

A capital da Bahia é, sem dúvida, um dos principais destinos turísticos brasileiros. O maior período se concentra no Carnaval, por causa das festas e das praias. Só em 2019, Salvador recebeu 3,7 milhões de turistas entre os meses de fevereiro e março. Mas, a cidade também tem outro lado extremamente famoso: o turismo religioso. São diversas igrejas e terreiros de candomblé espalhados por todo o município, que os visitantes aguardam com muita expectativa para conhecer.

Se você visitasse uma igreja por dia durante todo o ano, mesmo assim não seria possível conhecer todas elas. Igrejas católicas na cidade, existem pelo menos 372. Já os terreiros de candomblé são em milhares: de acordo com levantamento da Fundação Cultural Palmares, de 12 anos atrás, já na época eram em 1.296. Apesar de o Carnaval ser um dos principais motivos pelos quais os turistas viajam para a capital, a fé leva cerca de 5 milhões de pessoas à Bahia, de acordo com a Secretaria de Turismo do Estado.

“Nossa cidade é estruturada sobre bases históricas incríveis, voltadas para as religiões de matrizes africana e católica. A Secult, então, tem investido em infraestrutura e requalificações urbanísticas para atrair o turista que vem em busca da rota religiosa”, disse o secretário de Turismo da Bahia, Fausto Franco. Por isso, o potencial também é aproveitado durante a baixa temporada para movimentar a economia local.

Hoje, a cidade tem um roteiro de 1 km voltado à peregrinação religiosa, chamado de “Caminho da Fé”. Implantada em 2018, liga o Santuário de Irmã Dulce à Basílica do Bonfim. Segundo a Pastoral do Turismo de Fé (Pastur), o projeto já rendeu um crescimento de 7% no turismo religioso, de acordo com informações da Setur. A cidade ainda não é reconhecida por esse prisma, mas a administração municipal diz que investe para ter maior visibilidade.

Mas, o turismo da fé não se restringe apenas às igrejas católicas. A matriz africana exerce muita influência em Salvador, motivo pelo qual os terreiros de candomblé também são muito requisitados e apreciados, tanto pela população local como pelos turistas. Em maio do ano passado, por exemplo, o Terreiro do Gantois recebeu a visita da princesa de Osogbó, a nigeriana Ìyá Adedoyin Talabi Faniyi. Todas as danças, os rituais religiosos e as tradições do povo negro são exaltados nesses locais.

Seja de candomblé ou de umbanda, cada terreiro possui festas em datas específicas. Nesses dias festivos, a participação é aberta ao público – mesmo a quem não participa do terreiro. Salvador também se destaca por ter grandes pontos de sinagogas e de simbologia forte da cultura judaica, embora tal fato não seja conhecido de forma ampla pelos turistas. Para conhecer todas essas atrações turísticas, você pode fazer um tour a pé ou se valer de serviços de aluguel de carros em Salvador.

Mostrar mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar