Política

Rui diz que mudança partidária não está em pauta; reforma no governo fica para 2017

RUI COSTA - FORMALO governador Rui Costa afirmou que ainda não está em pauta sua mudança de partido, do PT para o PDT, como tem sido ventilado nos bastidores.

O petista adiantou que ainda não foi convidado por Ciro Gomes para fazer parte da legenda pedetista, mas que também não está pensando nisso. “Este não é o essencial e o que estou pensando nesse momento é em outra agenda para o Brasil. Fiz reunião com governadores e fizemos busca de senadores que queiram mudar agenda do Brasil, porque senão aquele velho ditado: notícia ruim atrai mais notícias ruins. Perdemos muitos empregos em 2015, 2016, e precisamos virar o jogo, construir outra agenda.

A prioridade não é discutir filiação partidária agora. Nesse momento está fora de qualquer cogitação”, declarou. O governador acredita que a prioridade agora é criar um ambiente favorável a uma agenda positiva para o Brasil, inclusive, uma reforma política que tenha como pilar a definição do modelo de financiamento de campanha – que rompa vínculos e não permita a participação do crime organizado.

O governador também pretende executar uma reforma administrativa até dezembro, para começar 2017 já com as mudanças que tenham que ser feitas. O ex-ministro e ex-governador da Bahia Jaques Wagner deve fazer parte do novo governo, mas Rui não citou quais nomes poderiam sair – nem mesmo o do secretário de Relações Institucionais, Josias Gomes. “Estamos definindo essas mudanças e anunciarei em breve. Cada um tem os aplausos e pancadas que são relativas à sua pasta. (…) Não quero fazer avaliações individuais, mas quero fazer mudanças no governo”, explicou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo