CotidianoGeral

Rui Costa, Jorge Solla e Caetano devem deixar o PT

RuiCostaAmargosanewsDe acordo com informações postadas no Bocão News, o governador Rui Costa (PT) vai conversar com o presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, sobre uma possível migração para a legenda, as informações foram divulgadas inicialmente pelo jornal Estado de São Paulo.
De acordo com a publicação, aliados do petista baiano dizem, porém, achar difícil a mudança.  “Não vi nenhum vestígio remoto disso ainda. Acho improvável. O Rui é um dos fundadores do PT, é do grupo do (ex-ministro) Jaques Wagner”, afirmou o líder do PT na Câmara, Afonso Florence, em entrevista ao jornal.
Por meio de sua assessoria, Rui Costa negou também a intenção de deixar o partido. A possível ida do governador baiano para o PDT faz parte da estratégia do grupo político do ex-governador do Ceará Ciro Gomes (PDT), que é pré-candidato à presidência em 2018. Ciro negocia com outros governadores petistas a migração para o PDT, após a derrocada do PT nas eleições municipais deste ano. A negociação está mais avançada no Ceará, estado do pedetista.

Deputados devem deixar o Partido dos Trabalhadores.

Nesta segunda-feira (31) o Política Livre divulgou matéria afirmando que pelo menos dois deputados federais passaram a admitir a amigos a possibilidade de deixar o PT. Jorge Solla, fundador do partido na Bahia, e Luiz Caetano, um dos seus mais antigos membros, acham que, com o encolhimento político e eleitoral da legenda, terão fortes dificuldades de voltar à Câmara dos Deputados em 2018.
Por este motivo, estariam avaliando destinos partidários alternativos com vistas a não perder o mandato nas próximas eleições. Caetano, por exemplo, pensaria tanto no PSB, da senadora Lídice da Mata, quanto no PSD, do senador Otto Alencar. O PT elegeu sete deputados em 2014. Agora, as projeções mais otimistas indicam que o partido pode fazer, no máximo, quatro deputados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo